sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Brasil vende tudo e a China compra pechinchas

A nova hegemonia mundial chama-se China

Quando em 1949, as tropas lideradas por Mao derrotaram as tropas de Chan Kai Chek, o mundo achou que seria apenas mais um país a ser governados por comunistas e que estes ameaçariam o capitalismo. Lembram do "Tigre de Papel"?

O tempo foi passando, as várias experiências de projetos econômicos foram dando errado, até quando os chineses resolveram conversar e fazer acordo com os Estados Unidos. Afinal, a China estava sentindo-se ameaçada pela União Soviética e os Estados Unidos sabiam que era mais fácil enfrentar um país de cada vez do que enfrentar dois gigantes unidos.

Resultado:

A União Soviética implodiu e a China com seu "modo asiático de produção", que melhorou a qualidade de vida de mais de 500 milhões de chineses, além de se tornar o maior competidor econômico do mundo. Isto tudo, mantendo o Partido Comunista como único partido que controla o poder, incluindo o maior exército do mundo. O gigante acordou!

O Brasil, que desde a segunda guerra mundial crescia muito mais que a China
, foi apequenando-se, sofrendo um golpe aqui, outro lá e agora transformou-se em meros provedor de matérias primas da China, além de vender seus ativos e patrimônios para os chineses à preço de banana.

Enquanto o Brasil está vendendo sua infraestrutura para o chineses, estes também negociam com a destruída Odebrecht a compra de sua Hidroelétrica no Peru, por apenas US$1,39 bilhões de dólares. Os chineses se dão o luxo de formar consórcios de empresas para comprar nossas empresas.

O Brasil tem montadoras de brasileiros?

Não?
Pois os chineses têm várias...


Vejam esta notícia que saiu na Folha de 22 de agosto:


"Interesse de grupo CHINÊS pela FIAT pode esbarrar em Trump."


O interesse da montadora chinesa Great Wall pela Fiat Chrysler acontece em um momento de urgência pra a companhia italiana, que busca fechar um acordo com um comprador antes da aposentadoria de seu presidente-executivo, Sergio Marchionne, daqui a dois anos."

Quer saber mais?

A Great Wall é a SÉTIMA MAIOR MONTADORA CHINESA!


Se a Sétima quer comprar a Fiat e a Chrysler, imagine a capacidade de compra das outras seis maiores????

A questão do avanço chinês tem rachado o governo americano e foi um dos motivos que levaram à saída de Steve Bannon, estrategista-chefe da Casa Branca.

Onde está o presidente golpista do Brasil??


Na China, vendendo tudo à preço de bananas...

Triste, Brasil!
Oh quanta semelhança. Já cantava o poeta...




Nenhum comentário:

Postar um comentário