quarta-feira, 20 de setembro de 2017

A crise chegou às Forças Armadas

Demorou mas chegou...

O silêncio que os militares vinham mantendo até agora, foi quebrado nesta semana.

O que motivou isto?

Já houve problemas com a Reforma da Previdência,

Já houve problemas com a reforma trabalhista,

Já houve problemas com os reajustes salariais,

E agora está tendo problemas com a apuração da corrupção no Brasil,

Mas tem muita gente achando que a crise piorou com a promessa dos tucanos e do governo federal em privatizar a Petrobras ou a BR Distribuidora.

Qual é o limite para os entreguistas mercenários?

Quanto custa a soberania nacional?

Para os tucanos, não custa nada, pelo contrário, eles ganham dando consultoria às multinacionais.

Já os militares, a grande maioria é de nacionalistas. E os nacionalistas defendem a Petrobras.

Agora, o último setor da sociedade que ainda não tinha entrado na disputa pelo poder nacional, os militares, entraram de alto e bom tom. Ou os governantes trabalham com seriedade e botam ordem na zona, ou os militares estarão prontos para garantir a governabilidade, a ordem e a segurança nacional.

Já deviam estar presentes antes.

O silêncio até aqui era um silêncio de consentimento com o golpe.

Voltamos a ter esperanças...

Nenhum comentário:

Postar um comentário