domingo, 18 de junho de 2017

A direita golpista não quer DIRETAS JÁ!

Interesses Individuais e Coletivos

Vivemos uma situação de "Salve-se quem puder!"


O povo desempregado, as empresas demitindo ainda mais, a economia parando e os políticos negociando quanto custa cada voto a favor dos patrões inescrupulosos. Sem contar com uma presidência desmoralizada e, cada vez mais, nas mãos dos empresários.

Em 2015, um governo improvisando levou o país a um golpe parlamentar e jurídico, bancado pela imprensa e pelos empresários, com a cobertura direta do governo americano e a mobilização da classe média. Com o golpe dado, os empresários perceberam que bastava pagar bem que o Congresso Nacional aprovaria medidas impopulares que levassem o Brasil a nova legislação trabalhista e a novo sistema de aposentadoria. Tudo isso contra o povo, mas o povo está inseguro com o tamanho da crise.

Dado o segundo golpe com as reformas contra o povo, já que a reação foi pequena, os empresários passaram a exigir que se vendesse tudo que fosse do governo ou do Estado brasileiro. Com a economia parada e o desemprego crescente, ficou fácil vender a ideia de que se privatizar tudo em todos os setores do país, a economia pode voltar a crescer e assim diminuir o desemprego.

Aí venderam a SOBERANIA NACIONAL.


Nem com a venda da soberania nacional houve reação social e popular. O povo continuou passivo, a imprensa continuou manipulando, os políticos continuaram vendendo seus votos no Congresso Nacional e o judiciário começou a brigar entre si.

Foram golpes atrás de golpes. Primeiro do impeachment, segundo das reformas contra o povo, terceiro com a venda da soberania nacional e o quarto golpe está sendo dado em função da desmoralização plena do presidente golpista Temer.

Com as denúncias do grupo JBS, mostrando com gravações e filmagens, que todos os partidos médios e grandes estão envolvidos com caixa 2 e corrupção, ficou impossível manter Temer na presidência. O PSDB, principal ideólogo do governo Temer,e principal sustentador da política neoliberal entreguista, também foi envolvido letalmente com as denúncias contra seu presidente nacional, candidato a presidente da República e senador, Aécio Neves. O rei ficou nu e desmoralizado.

Que fazer?


Enquanto os juristas sérios, os artistas, os intelectuais, os sindicalistas, a OAB, a CNBB e o povo em geral clamam por ELEIÇÕES DIRETAS JÁ!, os golpistas empresários, os parlamentares que vendem votos, a imprensa envergonhada e a cínica, os juízes assustados e a classe média desesperada volta a dizer que DIRETAS JÁ É GOLPE!

A negar ao povo a palavra final, a direita brasileira se assume como golpista e contra a Soberania Popular. A direita brasileira está assumindo que falar em Democracia na situação atual é desmoralizar a Democracia.

Como as instituições estão desacreditadas, o povo começa a agir na base do "salve-se quem puder!" onde a maioria perde. Perde o povo brasileiro, perde a soberania nacional, perde nossa economia e perde principalmente a Democracia.

O Brasil perde mais.
Precisamos salvar o Brasil.

Precisamos restabelecer a credibilidade nas instituições.

Ao Povo a palavra final
,
ou veremos o país desagregar-se,
a economia minguar e a violência crescer.

Precisamos de Eleições Gerais,
com Diretas Já e nova Constituinte.


Precisamos de um Novo Brasil.

Moderno, competitivo e para todos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário