sexta-feira, 30 de junho de 2017

Justiça se desmoraliza perante o país

Leis para amigos e leis para inimigos

Esta história é velha.

"Para os amigos, tudo.
Para os inimigos, a lei."


Que os políticos sejam corruptos e ladrões,
todo mundo já sabe disso. Mas, que em plena crise que o Brasil vive, os juízes mudem de opiniões e de decisões sem levar em consideração o respeito às leis e ao povo brasileiro, é sinal grave de que o governo perdeu credibilidade, legitimidade e autoridade.

Enquanto em todo o Brasil vemos manifestações e greves
contra as reformas trabalhista e da previdência. Enquanto o povo vê o desemprego crescer, chegando a quase três milhões de desempregados apenas em São Paulo e a 14 milhões de desempregados em todo Brasil. Enquanto o povo vai perdendo a esperança e a confiança...

1 - Vemos o juiz Sérgio Mouro
desrespeitar o Tribunal Regional Federal da 4a. Região e manter Vaccari preso;

2 - Vemos o juiz Marco Aurélio
do STF negar a prisão para o corrupto comprovado e desestabilizador da ordem democrática, Aécio Neves;

3 - Vemos também o juiz Fachin
surpreender a todos os brasileiros e mandar soltar o homem da mala cheia de dinheiro e operador de Temer, o deputado Rocha Loures.

O quê justifica:


tanta desmoralização do Judiciário;
tanta desmoralização da Política;
tanta manipulação da Imprensa;
e tanta angústia no povo brasileiro?

Será que vamos esperar que as Forças Armadas botem ordem na zona?


Será que somos incapazes de construir um acordo
básico para restabelecer a credibilidade e a confiança nas instituições nacionais?

O Brasil merece respeito!


Vamos restabelecer a confiança e a esperança no Brasil!


Fora Temer e sua quadrilha!

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Sérgio Moro na encruzilhada com Vaccari

Estadão publica editorial contra delações sem provas


“É preciso reconhecer que,
conteúdo de delação que não foi provado,
não serve para nada.”


TRF da 4ª. Região desautoriza condenações sem provas.

Nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador.

A corrupção e a impunidade não serão vencidas com manobras interpretativas da lei.

É muito pedagógico que um tribunal decida pela absolvição de um réu por falta de provas.

A delação premiada não deve substituir a investigação.

Caso meras palavras pudessem servir para provar crimes, o processo penal ficaria enviesado. Em vez de ser um instrumento para alcançar a verdade dos fatos, as delações se transformariam num obstáculo adicional para o juiz saber o que realmente ocorreu.

TRF da 4ª. Região não costuma abrandar penas.

A decisão do TRF manifesta uma exemplar sintonia com a lei.

As frases acima fazem parte do Editorial do Estadão de hoje.
Leiam a íntegra:

O valor probatório da delação

É muito oportuna a decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4.ª Região afirmando que colaboração premiada, sem outras provas, não basta para condenar um réu

O Estado de S.Paulo – Editorial
29 Junho 2017 | 03h04 – página A3

Num momento em que pairam acaloradas discussões sobre o papel das delações no processo penal, é muito oportuna a decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4.ª Região afirmando que colaboração premiada, sem outras provas, não basta para condenar um réu. No caso, a 8.ª Turma, por maioria de votos, absolveu o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, condenado pelo juiz Sergio Moro a 15 anos e 4 meses de prisão – por considerar que não havia prova suficiente, existindo apenas delações premiadas.
O TRF da 4.ª Região não costuma abrandar penas.

Em geral, a Corte confirma as punições aplicadas pelo juiz Sergio Moro e, não raro, as aumenta. Tanto é assim que, na mesma decisão que absolveu o sr. João Vaccari Neto, os desembargadores mais que dobraram a pena de Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobrás. Eles entenderam que havia ocorrido concurso material nos crimes de corrupção, e não simples continuidade delitiva. Com isso, a pena inicialmente aplicada ao sr. Renato Duque, de 20 anos e 8 meses, pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa, passou a ser de 43 anos e 9 meses de reclusão.

A decisão do TRF manifesta uma exemplar sintonia com a lei.

No art. 4.º, § 16 da Lei 12.850/2013 é expresso: “Nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador”.

Diante da clareza da lei, não é possível transigir e achar que, em algum caso excepcional, haveria a possibilidade de condenar alguém com base apenas em delações premiadas. A corrupção e a impunidade não serão vencidas com manobras interpretativas da lei. Justamente por ser tão urgente conferir outro grau de respeito à lei urge ser muito estrito na aplicação da lei, também quando ela não agrada a todos.

É muito pedagógico que um tribunal decida pela absolvição de um réu por falta de provas, mesmo havendo delações premiadas que o apontem como culpado. Na decisão de absolver não há uma afirmação definitiva de que o crime pelo qual ele foi acusado não foi cometido. Diz-se apenas que o Ministério Público (MP), mesmo tendo obtido várias delações premiadas, não produziu as provas necessárias.

Tal ponto tem uma enorme importância nos dias de hoje, diante de uma distorção que vem se tornando cada vez mais frequente. Na forma como foi concebida e é aplicada em outros países, a delação premiada é ponto de partida para investigações criminais.

A partir das informações prestadas pelo colaborador da Justiça, os agentes da lei realizam investigações com o objetivo de produzir provas robustas, que fundamentarão, a seu tempo, o processo penal.

No Brasil, parece às vezes que as delações são vistas como o término da investigação. O trabalho da Polícia Federal e do Ministério Público seria destinado a conseguir delações premiadas. Uma vez obtidas, estariam prontos – essa é a impressão – para levar o caso à Justiça.
Ora, a delação premiada não deve substituir a investigação.

A experiência tão positiva dos outros países, que levou a que o ordenamento jurídico nacional ampliasse cada vez mais o uso da colaboração premiada, aponta que a eficácia do acordo de delação está justamente em ser auxílio à investigação. Ao contrário do que se poderia pensar, a colaboração premiada não diminui o trabalho investigativo da Polícia e do MP. Ao abrir novas frentes de investigação, apontando crimes antes desconhecidos, ela as amplia enormemente.

A proibição da Lei 12.850/2013 de se condenar apenas com fundamento em colaborações premiadas preserva, portanto, o sentido original das delações, de auxílio às investigações.

Caso meras palavras, ditas por quem se beneficia em dizê-las, pudessem servir para provar crimes, o processo penal ficaria seriamente enviesado.

Em vez de ser um instrumento para alcançar a verdade dos fatos – finalidade de todo processo judicial –, as delações se transformariam num obstáculo adicional para o juiz saber o que realmente ocorreu, já que se atribuiria valor probatório a informações transmitidas em contexto não isento.

É preciso reconhecer que conteúdo de delação que não foi provado não serve para nada.

A decisão do TRF da 4.ª Região talvez possa ajudar alguns a perceber que o passo seguinte à obtenção da delação deve ser a investigação, e não o vazamento. E que nenhuma campanha de convencimento da opinião pública substitui provas, num tribunal honesto.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Somos todos Vaccari e exigimos Liberdade Já!

Sérgio Moro desobedece Tribunal Regional Federal

Clamor nacional pela libertação de Vaccari


Usando artifícios protelatórios de interpretação da lei, em vez de cumprir a determinação do TRF – 4ª. Região, o juiz Sérgio Moro, para tentar justificar o não cumprimento da decisão, escreveu:

“tendo em vista a decisão proferida nesta data pela Oitava Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª. Região, que, por maioria de votos, ABSOLVEU o acusado nos autos da Ação Penal no. 50123310420154047000, CUMPRA-SE.“

Sergio Moro acrescenta:

“OBSERVAÇÃO: O acusado cumpre o mandado de prisão no. 700002932303, expedido no bojo da Ação Penal no. 5013405-59.2016.4.04.7000, motivo pelo qual NÃO DEVE SER COLOCADO EM LIBERDADE”.

Acontece que trata-se da extensão da prisão neste segundo processo que tem a mesma fundamentação que o TRF-4a. decidiu afastar em sua decisão. O TRF-4a.foi claro na decisão de libertar Vaccari. Sendo que, POR EXTENSÃO, os dois processos devem ser encerrados e Vaccari tem todo o direito à LIBERDADE, por força da sentença do TRF-4ª. Região.

É importante lembrar que o Ministério Público, que é o acusador, não tinha pedido a prisão de Vaccari. A decisão de prendê-lo foi iniciativa política de Sérgio Moro, provavelmente para forçá-lo a fazer delação premiada. Inclusive, Moro mandou a PF vasculhar a vida de todos os familiares de Vaccari, não encontrando nada errado. Usando ampla cobertura da imprensa.

Os jornais, os sites e a TV, destacando-se a Rede Globo, anteciparam ontem a posição de Moro
quanto a intensão de desobedecer o TRF-4ª e de manter Vaccari preso.

Temos consciência do momento difícil que o Brasil está passando
, vivemos um caos. Vergonha internacional, um governo desmoralizado, um congresso nacional desacreditado e mais de 14 milhões de desempregados, mas Vaccari não pode continuar preso. É preciso restabelecer a hierarquia da lei e dos poderes constitucionais.

Vaccari já foi absolvido em dois processos
do Ministério Público contra a Bancoop e agora está sendo absolvido em mais dois processos da Lava Jato. Vaccari sempre trabalhou dentro da lei e em defesa dos bancários e dos trabalhadores em geral. Vaccari sempre foi um Democrata exemplar.

A defesa jurídica de Vaccari está recorrendo ao TRF-4ª para que seja determinada a imediata liberdade para Vaccari e os trabalhadores brasileiros exigem LIBERDADE JÁ para Vaccari.

Curitiba, 28 de junho de 2017

Somos todos Vaccari

terça-feira, 27 de junho de 2017

VACCARI ABSOLVIDO

AGORA É A LIBERDADE

Aos poucos a verdade vai sendo restabelecida.

Vivemos num país onde a derrubada de um governo,
eleito por mais de 50 milhões de brasileiros,
combinado com ações judiciais que violentaram
o Estado de Direito e a Democracia, intensificou
a crise política, econômica e social. Aumentando
o desemprego e a falta de confiança nas Instituições.

Pessoas foram privadas de liberdade, presas como
forma de forçá-las a fazer Delações, dedurarem
seus parceiros de empresas e de partidos.

A corrupção explicitou-se enquanto um processo
sistêmico da sociedade brasileira. Com a JBS ficou
claro que 28 partidos e 1829 políticos estão
diretamente envolvidos com caixa 2.

Com o tempo, as mentiras foram desmentidas e
a corrupção tomou conta do Congresso Nacional e
da própria presidência da República.

Vaccari sempre disse que foi um tesoureiro que
cumpria a lei e o TSE sempre aprovou suas contas.
A vida privada e familiar de Vaccari foi devassada
pelo judiciário, pela Polícia Federal, pela
Receita Federal e, principalmente, pela IMPRENSA.

Nada foi encontrado contra Vaccari e sua Família.

Libertar Vaccari não é favor de ninguém,
é reconhecer o seu Direito, o seu compromisso
com a Verdade e com os Trabalhadores Brasileiros.

Estivemos com Vaccari durante todo este tempo
e estaremos com Vaccari em Curitiba recebendo-o
de braços abertos e trazendo-o em caravana.

Nossos abraços para sua esposa, Gigi,
para sua filha, Nayara,
seus netos, Joãozinho e
sua neta, Ana,
e um grande abraço em João, seu genro.

Mais do que nunca,

SOMOS TODOS VACCARI!



*NOTA PÚBLICA*


A defesa do Sr. João Vaccari Neto vem a público,

tendo em vista a decisão que o ABSOLVEU,
proferida nesta data, no processo nº 501-2331.04.2015.404.7000,
pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região,
se manifestar, no sentido de que a Justiça foi realizada,
porquanto

a acusação e a sentença recorrida basearam-se,
exclusivamente, em palavra de delator
,
sem que houvesse nos autos,
qualquer prova que pudesse corroborar tal delação.

A Lei nº 12.850/13 é expressa, quando estabelece,
no parágrafo 16 do seu art. 4º,
que “nenhuma sentença condenatória será proferida
com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador”.

Vale dizer: a lei proíbe condenação baseada, exclusivamente,
em delação premiada, sem que existam provas a confirmar tal delação
e foi isto que havia ocorrido neste processo.

Felizmente, o julgamento realizado pela 8ª Turma do TRF-4,
ao reformar a sentença de 1ª instância,
pelos votos dos Desembargadores Federais,
Dr. Leandro Paulsen e Dr. Victor Laus,
restabeleceu a vigência da lei,
que agora foi aplicada a este caso concreto.

O Sr. Vaccari, por sua defesa,
reitera que continua a confiar na Justiça brasileira.

*São Paulo, 27 de junho de 2017*

_Prof. Dr. Luiz Flávio Borges D’Urso_
Advogado

Temer cheio de D's negativos

Delatado, Desmentido, Denunciado, Desmoralizado, Desacreditado

E em breve: DEMITIDO! Derrubado!


Como diz Bernardo Mello Franco, na Folha de hoje,

"Num país mais sério,
o chefe do governo não teria se mantido mais um dia no cargo.


Temer se tornou o primeiro presidente brasileiro
a ser formalmente acusado de corrupção durante o exercício do cargo."

Por que não cai, já!

Nunca, na história deste país, um governo ficou tão desmoralizado e tão desacreditado.

Está demorando uns dias a mais para cair, não por méritos dele, mas, porque os verdadeiros donos do deste governo, os empresários que exigem as reformas trabalhista e da previdência, ambas ostensivamente contra o povo e especialmente contra os assalariados do campo e das cidades. Uma quadrilha sem votos do povo e sem escrúpulos se apoderou do poder do Estado brasileiro.

Se fosse um país sério, este governo, juntamente com este Congresso Nacional, tão corrupto quanto o próprio presidente da República, deveriam ser destituídos e criada uma Comissão Nacional com poderes para se convocar ELEIÇÕES GERAIS e NOVA CONSTITUINTE.

Não adianta os golpistas dizerem que Diretas Já, Eleições Gerais e Nova Constituinte são golpes.

Golpe foi o que fizeram com a destituição da presidente eleita pelo povo. Por que não esperaram acabar o mandato e assim disputariam e ganhariam as eleições com ampla vantagem? Por que fazer o golpe?

Agora, tanto os políticos, quanto os empresários e a classe média
que foram as ruas e financiaram os golpistas,
todos estão desmoralizados, envergonhados e dizendo que
demitir o Temer é golpe.

Golpe é manter esta grande quadrilha no Congresso e na presidência.

O Brasil merece respeito!
O poder democrático emana do povo!

Que a palavra final seja do POVO!

segunda-feira, 26 de junho de 2017

A Sadia e a BRF também tem NEGROS

Pelo menos na propaganda...

A BRF, empresa controladora da Sadia e da Perdigão, lançou há um tempo atras, uma série de anúncios com fotografias de funcionarios todos BRANCOS! Nenhum negro ou negra.

Fiz a anticampanha. Isto é, toda vez que saia um novo anúncio sem negros, eu fazia um texto para o blog e face mostrando o erro da campanha e cobrando a presença de negros. Cobrava também a Nizan Guanaes, dono da empresa de publicidade, e baiano de Salvador, cidade mais negra do Brasil.

Hoje, depois de folhear os jornais, quase sem perceber, vi que a capa do caderno Cotidiano da Folha, tinha um anúncio padrão americano dos anos 50...

Vejam a foto "superior":




Chamou-me atenção o fato de a foto de baixo ser colorida, enquanto a de cima era em preto-e-branco. De repente percebi que a foto colorida era de UMA FAMÍLIA NEGRA e sorridente, segurando um belo prato com um frango assado. Uma beleza!

Vejam a foto da parte "inferior":



A Sadia, originalmente era uma empresa de catarinenses, agora é da BRF, empresa que tem vários acionistas e entre eles Abilio Diniz. A BRF no ano passado teve prejuízo pela primeira vez. Não se sabe se teve a ver com Abilio ou com a propaganda "sem negros".

Agora, com a nova série de propagandas COM NEGROS E NEGRAS, que são 54% da população brasileira, esperamos que a BRF volte a ter lucros, muitos lucros. Afinal, nos tempos da vovó os negros eram violentamente reprimidos e nem pensavam em aparecer em propaganda para descendentes de alemães e italianos.

Agora tem grandes lideranças negras e até as agências de publicidade reconhecem a importância de se refletir o BRASIL REAL em vez de se insistir no Brasil Imaginário...

Vejam as duas fotos:



Viva para os negros!
Viva para a Sadia!
Viva para a BRF!

domingo, 25 de junho de 2017

Humanizando São Paulo

Além das flores, turismo com sightseeing...

Vejam quem estava na frente do nosso carro na Av Dr. Arnaldo!



São Paulo tem muitas coisas boas para. Comece por conhecer os pontos históricos, depois vá às livrarias, aos parques e, se quiser gastar dinheiro, aos shoppings. Sem contar com às salas de teatros, musicas e shows.





Mas não esqueça de curtir as flores da cidade e ouvir os pássaros cantando...

sábado, 24 de junho de 2017

Os Ipês estão florindo em toda parte

Onde você estiver, deve ter um pé de Ipê

Nas ruas, nas praças, nos cemitérios...

Vejam que belo exemplar:

O grande Ipê da Praça Vicentina





As famílias trouxeram suas crianças para curtirem o sol e as flores.






E todos que passam na praça admiram a festa das famílias e o impacto das flores...


sexta-feira, 23 de junho de 2017

O governo Temer é um vexame

Internacional e Nacional

Só Deus salva o Brasil?

Deus disse: “Vai por mim, que te ajudarei”

Portanto,
quem deve salvar o Brasil é o Povo Brasileiro,
com a ajuda de Deus, é claro.


Hoje, quem constata o quanto este governo Temer é um VEXAME é o jornalista da Folha, Bernardo Mello Franco. Leia o artigo na íntegra:

Vexame internacional


Bernardo Mello Franco, Folha, 23/06/2017

BRASÍLIA - A viagem de Michel Temer à Europa produziu um vexame internacional. Enquanto o presidente passeava em Oslo, o governo da Noruega anunciou que cortará pela metade a ajuda ao Fundo Amazônia. O motivo é o fracasso do Brasil no combate ao desmatamento.

A devastação da floresta avançou 29% na última medição anual, divulgada em novembro. O país perdeu 7.989 quilômetros quadrados de mata tropical, o equivalente a sete vezes a área da cidade do Rio de Janeiro. Foi o pior resultado em oito anos.

A Noruega é a maior patrocinadora do Fundo Amazônia. Já doou R$ 2,8 bilhões para o Brasil proteger as árvores e reduzir a emissão de carbono. Isso equivale a 97% dos recursos do fundo, que também recebeu aportes da Alemanha e da Petrobras.

Às vésperas da chegada de Temer, os noruegueses repreenderam o governo brasileiro pelo desmantelamento da política ambiental. O ministro Vidar Helgesen criticou a aprovação de medidas provisórias que reduzem unidades de conservação.

A pressão internacional convenceu o presidente a vetar as MPs. No entanto, o governo prometeu aos ruralistas que vai enviar ao Congresso um projeto de lei com o mesmo teor.

Após o anúncio desta quinta, o Fundo Amazônia deve perder ao menos R$ 166 milhões em doações. "É uma decisão humilhante para os brasileiros. O país pediu dinheiro para reduzir o desmatamento, mas o que está acontecendo é o contrário", me disse Jaime Gesisky, da WWF.

O secretário-executivo do Observatório do Clima, Carlos Rittl, avalia que o retrocesso ainda pode se agravar. "A aliança de Temer com a bancada ruralista está saindo muito caro. O meio ambiente virou moeda de troca na negociação para barrar o impeachment", afirmou.

Em Oslo, onde desfilou com uma reluzente gravata verde, o ministro Sarney Filho foi questionado se o Brasil vai reduzir o desmatamento.
Sua resposta foi outro vexame:

"Só Deus pode garantir isso"


quarta-feira, 21 de junho de 2017

Quando se perde a confiança na Justiça

Os quatro golpes e o vexame jurídico

A cada dia, o Brasil cai no ridículo. Tanto internamente,
como mundialmente. Dá até vergonha dizer que é brasileiro.

1 - Tivemos o primeiro golpe, que foi o do impeachment sob pretextos falsos que depois foram desmascarados;

2 - Veio o segundo golpe, que foi a mudança de orientação política e econômica, deixando de ser um governo desenvolvimentista e independente, para ser um governo neoliberal, entreguista, dependente dos Estados Unidos, tendo como principal gestor o PSDB;

3 - O terceiro golpe foi o que mostrou a verdadeira intenção dos golpistas. Os empresários, que pagaram aos deputados e senadores pelo golpe do impeachment, exigiram as Reformas e as Privatizações, incluindo a perda da Soberania Nacional. Os golpistas estão fazendo o Brasil retroceder a antes de 1930, acabando com a aposentadoria, o emprego permanente, as férias e o 13o. salário. Venderam o Pré-Sal a preço de banana e criaram uma lei que impede as políticas públicas como saúde, educação, transporte e segurança. Reclamavam de que o Brasil tinha 10 milhões de desempregados, mas hoje o Brasil tem mais de 14 milhões de desempregados;

4 - O quarto golpe veio com a explicitação da corrupção em todos os níveis, a começar pela presidência da República, ampliando-se para setores do funcionalismo público e até mesmo o judiciário. Ante a possibilidade e necessidade de se afastar ou destituir o presidente da República, os golpistas não querem que novas eleições diretas sejam realizadas e ainda defendem a manutenção de um presidente corrupto e desmoralizado.

Que fazer?

Quando se imaginava que a Odebrecht era o maior caso de corrupção do Brasil, surge a delação da JBS envolvendo 1829 políticos, 28 partidos políticos, dezenas de governadores e senadores. E o dono da JBS ainda declara que Temer é o principal chefe da quadrilha e que Temer e Kassab pegaram dinheiro da empresa para uso próprio. Os 500 milhões pagos pela JBS eram para campanhas eleitorais e parte deles foram repassados em notas fiscais "frias", ilegais, e outra parte em espécie, isto é, em dinheiro vivo para não ser identificado. Até juiz do STF recebeu dinheiro, através de suas empresas...

Se o presidente Temer ser denunciado como corrupto foi humilhante para os milhões de brasileiros que apoiaram a derrubada do governo Dilma, imaginem a vergonha que passaram os 51 milhões de pessoas que votaram em Aécio Neves para presidente, além do fato de ele ser presidente do PSDB e ter declarado que tinha entrado com o processo de impugnação da chapa Dilma/Temer "só para encher o saco do PT"?

Quando se imaginava que o STF fosse restabelecer a ordem no Brasil, os juízes começam a voltar atrás em suas posições e começam a soltar os presos envolvidos nos escândalos e mantiveram o presidente Temer no cargo, desacreditando o judiciário brasileiro. Não é por acaso que cresce na população o desejo de um outro golpe, desta vez um golpe militar para acabar com a baderna que tomou conta da política e do judiciário. Vivemos um verdadeiro vexame do Judiciário. Em quem acreditar? Em quem confiar?

Como alternativa aos caos político e jurídico, além de resistência ao golpe militar, cresce em todo o Brasil o clamor por Eleições Diretas Já, restabelecendo o poder ao povo brasileiro, restabelecendo o poder soberano das urnas e da Democracia direta. Junto com as Diretas Já, cresce também o clamor por Eleições Gerais para eleger novos deputados e senadores, igual foi feito na França. Por último e não menos importante, o Brasil precisa de uma NOVA CONSTITUIÇÃO.

Afinal, o Brasil merece respeito!
A Democracia deve ser para o povo e com o povo

terça-feira, 20 de junho de 2017

O Ipê e o sinal fechado

Vejam o Ipê da encruzilhada da Paulista/Consolação

Ontem o dia estava ensolarado e o sinal fechou quando eu estava na encruzilhada da Av. dr Arnaldo, com a Paulista e a Consolação. Lá está o Ipê mais bonito desta temporada.

Tirei duas fotos, enquanto o sinal estava fechado. 






Você pode:

Ou reclamar da lerdeza do trânsito,

Ou

Aproveitar o sinal fechado
Para ver a beleza das flores.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Ilegalidades e corrupção atingem o Ministério Público

A ilegalidade chega a Dallagnol. E agora?

Se houver transparência de verdade, mais ilegalidades aparecerão

Já disse a juíza Eliana Calmon, da Bahia,
que faltavam aparecer denúncias
que envolvessem o judiciário e a imprensa.

A parcialidade da Justiça brasileira já tinha ficado clara com o comportamento do juiz do Paraná, Sérgio Moro, que só quer pegar denúncias contra o PT e contra Lula.

Precisou aparecer a denúncia da JBS para mostrar que 28 partidos e 1829 políticos estão envolvidos com caixa 2 e propinas, incluindo nesta lista governadores, senadores e o próprio presidente da República, Michel Temer.

Nesta lista aparecem também funcionários do Ministério da Agricultura, Procuradores e até o juiz Gilmar Mendes, do TSE e do STF. Que tristeza!

Agora, aparece o mais moralista e maior perseguidor do PT, o procurador Deltan Dallagnol, o homem do Power Point que dizia que tudo era culpa de Lula, Dallagnol agora aparece cobrando, de forma ilegal, para fazer palestras.

Isto é proibido pela legislação.

Dallagnol usava ”clausula de confidencialidade” como forma de esconder a ilegalidade.
Mesmo que ele doasse o dinheiro para sua Igreja Evangélica, o ato de cobrar palestra é ilegal. Portanto, Dallagnol perdeu a autoridade de julgar ou condenar qualquer pessoa.

O Brasil virou um país de corruptos e mentirosos?

Por isso que defendemos que o Brasil precisa de
Eleições Gerais, Diretas Já e Nova Constituinte.


Como disse Jesus Cristo:
“Quem não tem pecado que atire a primeira pedra”.



Vejam a denúncia que saiu no site Brasil247 de hoje:


Deputados pedirão na Justiça que Dallagnol revele
clientes de suas palestras

Deputados Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Pimenta (PT-RS)
apresentarão ao Conselho Nacional do Ministério Público
um pedido de informações
sobre a alegação de contrato de confidencialidade

feita pelo procurador da República Deltan Dallagnol,
coordenador da força-tarefa da Lava Jato,
para não revelar quanto cobra por palestra
e a identidade de seus clientes;

"Não existe juiz e promotor alegar cláusula de confidencialidade.
Isso não existe no serviço público", argumentou Pimenta;

após polêmica de que suas palestras custam
entre R$ 30 mil e R$ 40 mil, de acordo com o site
de uma empresa que o agencia,
Dallagnol disse estar montando
um fundo de combate à corrupção
com parte do dinheiro recebido."


domingo, 18 de junho de 2017

Ipês e Manacás da Serra embelezam São Paulo

Apesar dos políticos e dos golpistas

O custo de vida está deixando todo mundo doido.
As coisas estão caras mas a inflação está caindo.
Chegou a 4%! O milagre das planilhas...

Apesar da economia e dos políticos,
Aos poucos vai aumentando a quantidade de pés de Ipês floridos.

Na avenida Dr. Arnaldo com a Consolação e a Rebouças,
tem um lindo pé de ipê todo florido.
Está mais bonito que os da Consolação...

Os ipês do Colégio Santa Clara também já floriram,
mas este ano tem menos flores...

Para compensar a redução das flores de ipê,
os pés de Manacás da serra estão de ponta a ponta de flores.

Tentei tirar umas fotos o Parque Villa Lobos
mas tinha muitos cachorros e
não quiz atrapalhar as brincadeiras dos animais.

Talvez o frio mais intenso deste ano
tenha influenciado no desempenho das flores...

A direita golpista não quer DIRETAS JÁ!

Interesses Individuais e Coletivos

Vivemos uma situação de "Salve-se quem puder!"


O povo desempregado, as empresas demitindo ainda mais, a economia parando e os políticos negociando quanto custa cada voto a favor dos patrões inescrupulosos. Sem contar com uma presidência desmoralizada e, cada vez mais, nas mãos dos empresários.

Em 2015, um governo improvisando levou o país a um golpe parlamentar e jurídico, bancado pela imprensa e pelos empresários, com a cobertura direta do governo americano e a mobilização da classe média. Com o golpe dado, os empresários perceberam que bastava pagar bem que o Congresso Nacional aprovaria medidas impopulares que levassem o Brasil a nova legislação trabalhista e a novo sistema de aposentadoria. Tudo isso contra o povo, mas o povo está inseguro com o tamanho da crise.

Dado o segundo golpe com as reformas contra o povo, já que a reação foi pequena, os empresários passaram a exigir que se vendesse tudo que fosse do governo ou do Estado brasileiro. Com a economia parada e o desemprego crescente, ficou fácil vender a ideia de que se privatizar tudo em todos os setores do país, a economia pode voltar a crescer e assim diminuir o desemprego.

Aí venderam a SOBERANIA NACIONAL.


Nem com a venda da soberania nacional houve reação social e popular. O povo continuou passivo, a imprensa continuou manipulando, os políticos continuaram vendendo seus votos no Congresso Nacional e o judiciário começou a brigar entre si.

Foram golpes atrás de golpes. Primeiro do impeachment, segundo das reformas contra o povo, terceiro com a venda da soberania nacional e o quarto golpe está sendo dado em função da desmoralização plena do presidente golpista Temer.

Com as denúncias do grupo JBS, mostrando com gravações e filmagens, que todos os partidos médios e grandes estão envolvidos com caixa 2 e corrupção, ficou impossível manter Temer na presidência. O PSDB, principal ideólogo do governo Temer,e principal sustentador da política neoliberal entreguista, também foi envolvido letalmente com as denúncias contra seu presidente nacional, candidato a presidente da República e senador, Aécio Neves. O rei ficou nu e desmoralizado.

Que fazer?


Enquanto os juristas sérios, os artistas, os intelectuais, os sindicalistas, a OAB, a CNBB e o povo em geral clamam por ELEIÇÕES DIRETAS JÁ!, os golpistas empresários, os parlamentares que vendem votos, a imprensa envergonhada e a cínica, os juízes assustados e a classe média desesperada volta a dizer que DIRETAS JÁ É GOLPE!

A negar ao povo a palavra final, a direita brasileira se assume como golpista e contra a Soberania Popular. A direita brasileira está assumindo que falar em Democracia na situação atual é desmoralizar a Democracia.

Como as instituições estão desacreditadas, o povo começa a agir na base do "salve-se quem puder!" onde a maioria perde. Perde o povo brasileiro, perde a soberania nacional, perde nossa economia e perde principalmente a Democracia.

O Brasil perde mais.
Precisamos salvar o Brasil.

Precisamos restabelecer a credibilidade nas instituições.

Ao Povo a palavra final
,
ou veremos o país desagregar-se,
a economia minguar e a violência crescer.

Precisamos de Eleições Gerais,
com Diretas Já e nova Constituinte.


Precisamos de um Novo Brasil.

Moderno, competitivo e para todos.




sábado, 17 de junho de 2017

"Prisioneiras" e "Recordações da casa das mortas"

As mulheres e a leitura

Contatos e expectativas...

Ando muito preocupado com a maioria negra brasileira, que continua sendo excluída dos direitos individuais e coletivos no Brasil.
Da mesma forma, também temos uma outra maioria que continua aquém dos seus direitos mas que faz muito barulho. Pertinente, diga-se de passagem. São as mulheres e as feministas.

Com o desemprego aumentando
, quem mais perde emprego e salário são os negros e as mulheres, e, por dedução, as mulheres negras perdem mais do que os demais segmentos.

Ao ler as notícias de que o médico Drauzio Varella ia lançar um livro sobre AS MULHERES PRISIONEIRAS EM SÃO PAULO, imaginei que, além de ser um assunto não abordado nem pelas feministas, nem pelas estatísticas do governo; imaginei que as mulheres negras devem ser uma quantidade relevante.

Fomos almoçar no Shopping Villa Lobo e aproveitei para comprar o livro, que será minha primeira leitura de um livro de Drauzio Varella... Chegando em casa, como tinha visto que Mario Sergio Conti, articulista da Folha, tinha feito uma resenha do livro, aproveitei para ler pela primeira vez um artigo de sua autoria.

Curiosamente, por causa das mulheres, entrei em contato pela primeira vez com dois escritores. O artigo de Mario Sergio Conti é bom e resolvi reproduzi-lo abaixo. Vale a pena ler tanto o artigo quanto o livro...

Ninguém melhor do que Drauzio para contar o que as prisões se tornaram


Folha, Mario Sergio Conti, 17/06/17, Ilustrada.


O novo livro de Drauzio Varella, "Prisioneiras", da Companhia das Letras, trata de mulheres enjauladas. Ele conta que, como elas não têm onde cair mortas quando saem da prisão, novos crimes e condenações são inelutáveis. Para algumas a cadeia é preferível à liberdade. Ao menos não há crack no cárcere.

O livro é uma desgraceira só. Por frequentar penitenciárias há 28 anos, o autor é pessimista. Ele diz que o problema prisional ficou intratável com as detenções em massa. A repressão burra às drogas fez com que o número de presas crescesse 567% em 14 anos, passando de 5.600 para 37 mil.

Um ar podre de pântano paira sobre "Prisioneiras": o do inevitável. Novos ventos, todavia, vêm revirando o lodaçal. Drauzio começou a cuidar de detentos em 1989. Vieram desde então a chacina no Carandiru, a fundação do Primeiro Comando da Capital e a explosão do crack. E tudo mudou.

Para pior. O massacre dos 111 marcou o apocalipse do sistema fundado na fúria policial. Os presos revidaram e criaram o PCC. O crack devastou os presídios, dizimando milhares. Das ruínas do Estado surgiu a nova ordem, violenta de alto a baixo.

Ei-la, a ordem vigente: o Primeiro Comando proibiu o crack nos presídios; controla todas as cadeias para homens e 90% das femininas; enraizou-se em todo o país; trafica, rouba e mata; corrompe e comanda partes da polícia; domina periferias, elege parlamentares, negocia de igual para igual com o Estado.

Se não há redenção à vista, há testemunho. Precedido por "Estação Carandiru" e "Carcereiros", "Prisioneiras" encerra a trilogia do médico do Brás sobre prender e punir. O painel que ele constrói tem alcance maior que o dos especialistas e é mais profundo que o relato jornalístico. Tem a energia do longamente vivido, do apreendido e pensado.

A trilogia ecoa às vezes dois livros que se passam na Sibéria do século 19. Em "Recordações da Casa dos Mortos", Dostoiévski escreve sobre seus quatro anos de prisão nos confins do império russo. Tchékhov conta em
"A Ilha de Sacalina" o que descobriu quando investigou uma colônia penal czarista.

As diferenças dos livros de Drauzio com o de Dostoiévski são nítidas. O russo foi preso político e as "Recordações" têm muito de ficção. Já Tchékhov era médico também, e tinha uma curiosidade parecida com a de Drauzio, de natureza objetiva. Mas Tchékhov passou apenas três meses entre os presos, e não tratou deles.

O que prevalece nos livros dos três é a crueldade do universo que retratam. "Cárcere" deriva da palavra latina que designa o lugar onde ficavam as carroças. "Penitenciária" remete a penar, penitenciar-se. A prisão não apenas aparta certas pessoas da coletividade, imobilizando-as como coisas ou como a morte.

Presídios existem isso sim para atormentar gente. São lugares onde o sadismo da sociedade é sancionado e –como na Rússia autocrata e no Brasil democrata– incentivado. Ninguém melhor que um médico, no exercício do seu metiê, para observar a dor e o sofrimento. Ninguém melhor do que Drauzio Varella.

Porque ele não trata do espírito, e sim do corpo, da vida material que molda o espírito. Ele escutou as histórias das pacientes "cum grano salis", e as pensou a partir de pressupostos científicos. É na contramão, depois de comparar e pensar, que se permite generalizações –que jamais reproduzem preconceitos em moda. Não é o sabichão de praxe.

Ele observa, por exemplo, que na cadeia, assim como entre grupos de chimpanzés e humanos, "a liderança não é necessariamente exercida pelo mais forte, mas por aquele com mais habilidade para formar coalizões". Aplica o conceito ao PCC, e não a Temer.

Ninguém melhor do que Drauzio para contar o que as prisões brasileiras se tornaram. Para dizer o que as prisões dizem da sociedade que as gerou e gere.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Abílio Diniz cresce no Carrefour

Agora também é investidor mundial

Aos poucos, os empresários brasileiros vão deixando
de ser donos de grandes empresas brasileiras em função das vendas destas empresas aos estrangeiros e vão se tornando, ou rentistas, aplicadores em títulos do governo com altas taxas de juros; ou vão se tornando investidores nacionais e internacionais, através de fundos de investimentos.

Numa negociação mal sucedida com o dono do Casino
, Abílio, um dos maiores negociadores do Brasil, acabou perdendo o controle acionário do Grupo Pão de Açúcar e teve que buscar novos caminhos. Quando parte da nossa imprensa imaginou que Abílio já era como empresário, este reapareceu como sócio importante da BRF e também acionista relevante do Carrefour, seu objeto de desejo no Brasil, como forma de disputar com o seu passado no Pão de Açúcar. A briga continua intensa.

O Estadão de hoje informa que
"Abilio ganha mais espaço no Carrefour global".

Abilio já tinha uma cadeira no Conselho de Administração do Carrefour global, na França.
Ontem foi aprovado um segundo assento ao grupo de Abílio, TERCEIRO MAIOR ACIONISTA DO VAREJISTA FRANCES.

Atrás da holding
Groupe Arnault, de Bernard Arnault, com 8,74% e o da familia Moulin com 11,51%. Como vocês podem ver, no capitalismo de ações na Bolsa de Valores, com menos de 20% de ações, você pode controlar e administrar grandes empresas e grandes negócios. Mas precisa tomar muito cuidado com a concorrência e as forças ocultas...

A executiva Flávia Buarque de Almeida,
da Península, teve o nome aprovado, durante a Assembleia Geral Ordinária do Carrefour. Abilio Diniz tem, junto com sua familia, cerca de 8% do capital total do Carrefour global.

Em dezembro de 2014, Diniz comprou uma participação de 10% na subsidiária brasileira do Carrefour. Meses depois, a Peninsula elevou a fatia para 12%. A família Diniz tem a opção de aumentar essa participação para 16% em cinco anos.

Enquanto que a BRF, administrada por Abilio, tropeçou nos lucros no ano passado, o Carrefour anda bem e Abílio vai crescendo e diversificando seus investimentos.

Muitas vezes, ao perder uma disputa,
abrimos novas oportunidades
para ganhar em outros lugares e outras áreas.

Abílio perdeu no Pão de Açúcar,
mas ganhou tanto na BRF,
como no Carrefour.

Voilá, Abílio.

Quando a Fé vira Negócios

O quê diferencia os Evangélicos?

Sem saber de manifestação de ontem, peguei o caminho do aeroporto de Guarulhos e ficamos parados por quase uma hora sem saber o quê era. Aos poucos fomos deduzindo que era a concentração da Igreja Renascer, que pertence a bispa Sonia Hernandes e seu marido, ambos já citados em processos com dólares nos Estados Unidos...

Ao olhar os jornais de hoje, além das fotos com multidões de fiéis, há duas notícias "apolíticas". Na Folha temos:

Cristo contra corruptos

e a reclamação pela ausência do
governador Geraldo Alckmin (PSDB)
(e católico militante...digo eu).

Destaque-se que os Evangélicos são a principal base de sustentação do governo golpista de Temer, e, dizem em Brasília, que os deputados evangélicos adoram negociar concessões de rádio e outros benefícios. Além de votarem sempre com os conservadores e a direita. Bolsonaro e Cunha são declaradamente... evangélicos.

No mesmo jornal Folha de hoje, lá na página A13 do caderno MERCADO
/NEGÓCIOS, tem uma matéria de Anna Virginia Balloussier, enviada especial ao Rio de Janeiro, sobre a criação de uma Previdência Privada para o público evangélico. Vou mostrar uma parte do artigo:

"64 milhões de evangélicos no Brasil


Já são 30% do país, o que dá mais de 60 milhões de brasileiros.

Não dá para ignorar um mercado fiel como esse.


Evangélicos são fiéis aos seus COMANDOS.

Não possuem vícios que os obrigam a consumir
supérfluos como cigarros, bebidas e drogas.

Esforçam-se para manter seus nomes em situação confortável
nos CADASTROS FINANCEIROS." (São bons pagadores,digo eu).

Agora vejam a matéria no jornal Estadão, página A11 no caderno Metrópole:

"Marcha para Jesus e contra a corrupção


Uma oração contra a prostituição e a corrupção no Brasil
abriu ontem a Marcha Para Jesus, que atraiu um multidão
de evangélicos em São Paulo.

Criador do evento
, o apóstolo Estevam Hernandes, da Renascer em Cristo,
também defendeu A PERMANÊNCIA DO PRESIDENTE MICHEL TEMER (PMDB-SP)
e AS REFORMAS PROPOSTAS PELO GOVERNO."


Acrescento minhas reflexões:

Quanto estão ganhando "estes pastores de fiéis obedientes"

para fazerem propaganda e defenderem
o governo corrupto e ilegítimo de Temer?

Porquê estes pastores escondem de seus fiéis de que
estas reformas são contra os trabalhadores e os pobres?

O próprio destaque que a imprensa dá ao evento,
tem muito mais a ver com o fato de que a imprensa também
apoia as reformas contra o povo e a favor dos patrões.

Ou será que os patrões também estão virando evangélicos?


Do jeito que os patrões brasileiros estão acovardados e
apoiam este governo corrupto, é capaz de os patrões
virarem evangélicos. Topam tudo por dinheiro?

Quero registrar que respeito muito
os evangélicos, como religiosos,

mas sempre identifiquei nas
igrejas evangélicas, a influência
do vale tudo do capitalismo predatório.

Adoro ver os simples fiéis,
arrumadinhos e com suas bíblias debaixo do braço.

Eu também sou muito religioso,
também gosto de ler a Bíblia.

Mas não sou obediente a pregadores inescrupulosos...


Oh, Deus, quantos crimes cometem em Seu nome!

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Aecio e Delcidio: dois pesos e duas medidas

Um é do PSDB e outro do PT.

Falaram a mesma coisa criminosa, deixaram-se gravar em conversas indiscretas e ambos são senadores.

O do PT foi preso e cassado pelos senadores.
O do PSDB, continua solto, frequentando reuniões partidárias e queixando-se do judiciário. E o senado ainda diz que não vai cassar o malfeitor tucano...

Comportamentos como esses só desmoralizam o governo, o Congresso e o Judiciário.

Vamos parar tudo e começar um novo Brasil.

O Brasil merece respeito!

O Povo também.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Gilmar Mendes também recebeu dinheiro da JBS

Vergonha, vergonha e mais vergonha...

O arauto da moralidade, juiz defensor do PSDB e chefe supremo do Judiciário brasileiro, também recebeu dinheiro da JBS.

Vejam a matéria de capa da Folha de São Paulo de hoje:

"Instituto de Gilmar Mendes teve patrocínio de R$2,1 milhões da J&F

O grupo J&F, dono da JBS, gastou R$2,1 milhões DESDE 2015 em patrocínio ara o Instituto Brasiliense de Direito Público, que tem como sócio Gilmar Mendes, do STF.

O IDP diz ter devolvido R$600 mil após o acordo de delação da JBS e afirmou que, até então, a conduta do grupo era considerada exemplar. Gilmar disse que não é administrador do Instituto."

Aos poucos as pedras vão caindo, como num jogo de dominó...

No início eram apenas os petistas,
depois surgiram os políticos do PP e do PMDB,
aos poucos foram chegando os políticos do PSDB,

e agora vão aparecendo fiscais, policiais e juízes...
será que vão aparecer jornalistas e advogados?

quem pode atirar a primeira pedra?

Será que não é mais fácil parar tudo...

derrubar o governo Temer,
fechar o Congresso,
o STF assumir todos os processos e

dar um prazo para se fazer ELEIÇÕES GERAIS,

com DIRETAS JÁ e um prazo para se fazer


UMA NOVA CONSITUTINTE?

A França, sem querer, está mostrando uma boa alternativa.

O Brasil não precisa de 35 partidos políticos.
O Brasil não precisa ser destruído por disputas jurídicas,
políticos e financeiras.

O Brasil merece respeito!

terça-feira, 13 de junho de 2017

A incerteza cresce no Brasil

Até os empresários já estão com medo


Com governo desacreditado,
Com judiciário sem credibilidade,
Com o Congresso desmoralizado,
Com a imprensa sem saber informar,

Os Empresários vão perdendo a euforia,
Vão perdendo a coragem de comprar políticos,
Vão diminuindo os investimento,
Alguns vendem seus negócios,
Outros simplesmente fecham seus pontos.

Quem mais sofre são os trabalhadores,
Sofrem com as demissões,
Sofrem com o desemprego,
Sofrem com a falta de perspectiva.

Enquanto tudo isso acontece,
A imprensa quer saber
Quem é o próximo preso,
Quem é o próximo delator.

O Brasil desintegra-se,
O Brasil precisa unificar o seu povo.

Cadê a palavra das Igrejas?
Cadê a palavra dos pequenos e médios empresários?

Já ouvimos a palavra das Centrais Sindicais,
Já ouvimos a palavra dos movimentos populares.

Porque não convocamos Eleições Gerais e Nova Constituinte?

Vamos começar um novo Brasil.

domingo, 11 de junho de 2017

Lua de São Paulo e escuridão do Brasil

Quando o Brasil vai voltar a ter alegria?

Os jornais publicam notícias tristes.

Políticos corruptos,
Juízes corruptos.
Imprensa corrupta.

Empresários corruptores e corruptos.
Desempregados angustiados.
Economia decadente.

Sobram a música e o futebol.
Sobram pessoas procurando emprego.
Sobram crianças saindo das escolas pagas.

São Paulo ainda tem a lua na escuridão.
Tem o pé de romã com seu fruto maduro.
São Paulo pode ser nossa esperança.

Precisamos sair desta escuridão...

Vejam a lua na escuridão.



Vejam a romã sinalizando a esperança.



Precisamos recuperar a esperança...

sábado, 10 de junho de 2017

Negros no Brasil: Uma maioria violentada

De excluídos e maltratados a consumidores importantes

Aos poucos as instituições, as empresas, as pessoas e até as agências de publicidades vão descobrindo que os negros são importantes no Brasil, tanto pela quantidade, como também pelas contribuições históricas e agora pelo poder de consumo.

O Brasil tem mais de 110 milhões de negros,
isto representa 54% da população e
UM MERCADO DE CONSUMO DE R$ l,5 TRILHÃO POR ANO.
São 27 MILHÕES de negros economicamente ativos.

Estas informações estão no caderno EU&fim de semana, do jornal Valor de 09 de junho de 2017. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Locomotiva de Pesquisas. Quantos países têm este potencial de consumo e de produção?

A pesquisa levantou que 53% das mulheres brasileiras se consideram NEGRAS.


Para que esta segregação racial e feminina mude é preciso mais mulheres e mais negros ocuparem espaços de decisão, seja no processo criativo, seja nos departamentos de marketing ou no board das empresas, defende Meirelles, diretor do Instituto.

Esta transformação já começou com o acesso de 10 milhões de pessoas ao ensino universitário e o crescimento da classe média, completa Meirelles.

Um caso global de sucesso

Lázaro Ramos


A Folha de hoje, no caderno ilustrada, trás Lázaro Ramos em capa e página inteira, falando sobre seu livro "Na minha pele", que será lançado no dia 6/7/17, em São Paulo. Tudo indica que é um bom livro, didático e muito importante para se debater a questão do negro no Brasil.

Mais do que global, Lázaro Ramos é um cidadão exemplar, uma bela história de vida e de sucesso em todas as áreas que ele atua.

Talvez o fato de ter sido criado em Salvador, principal cidade de negros no Brasil, tenha facilitado para Lázaro sentir-se cidadão brasileiro com plenos direitos. A discriminação em São Paulo e no sul do Brasil é bem maior do que no Nordeste e no Rio de janeiro.

Sou defensor de políticas afirmativas e vejo com bons olhos a conquista de espaço e de cidadania pela comunidade negra brasileira.
Uma maioria que merece respeito e ter seus direitos garantidos.
Um Brasil multirracial, multirreligioso e multicultural.

Este é e deve ser o nosso Brasil.

TSE desmoraliza a Justiça

200 milhões refens de 4 pessoas

Pior do que terrorismo do Estado Islâmico!

Apenas quatro juízes oportunistas ou talvez trambiqueiros abusaram de suas funções e aumentaram a tragédia que paira sobre o Brasil.

Agora, até o judiciário fica desacreditado...

Aos poucos, vão restar apenas o Povo e as Forças Armadas com credibilidade no Brasil.

Triste, muito triste.
Quem está no exterior sabe e sente o quanto o Brasil está desacreditado no mundo.

A imprensa ainda continua dando sustentação a está quadrilha que tomou conta da presidência da República e do Congresso Nacional.

A esperança está no Povo.
Ao Povo o que é do Povo.

Diretas, já!
Eleições gerais e Constituinte soberana.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Jornais obsoletos?

Os sites dizem mais que os impressos

Para que está servindo assinar jornais impressos?
Dizem os ambientalistas que jornais impressos prejudicam a Natureza e que o moderno é usar apenas on line...

Nós, os mais velhos, gostamos de ler jornais e livros.
Mas os jornais estão se auto-extinguindo...

Assino o Estadão e a Folha.
Como gosto de futebol, fui ver os resultados de ontem à noite e só tinha a vitória do São Paulo sobre o Vitória e algumas poucas notícias...

Quanto abri o site da Uol, tinha um festival de gols
, inclusive a vitória do Grêmio contra o Chapecol por 6 a 3!!!

Se o futebol não é importante para os impressos, é melhor avisar aos assinantes.

Para quem mora em são Paulo
, o futebol é notícia nacional e internacional.
Aqui em São Paulo há torcedores de todos os grandes times do Brasil e do mundo.

Por exemplo, os paulistas jovens não conhecem o que é a disputa entre
o Bahia e o Vitória, como muitos não sabem o que é um jogo entre Grêmio e Internacional ou mesmo entre Atlético Mineiro e Cruzeiro. As cidades param, as famílias se dividem e não adianta ninguém reclamar. O jogo em primeiro lugar!

Nós, os baianos, ficamos surpresos com os resultados dos times baianos no campeonato brasileiro até agora. Imaginem que o Vitória, time da elite baiana como o São Paulo, é o último colocado! Enquanto o Bahia, time do povão como nosso Corinthians, está em sexto lugar! A Bahia deve estar em calamidade pública, tudo em marcha lenta, comemorando o sucesso do Bahia e o fracasso do Vitória. Eu, como conciliador, quero que o Vitória também suba na tabela. A Bahia merece ter dois times no Campeonato brasileiro.

Enquanto os jornais vão se auto-destruindo,
eu vou trabalhar porque a seleção brasileira de futebol está perdendo de um a zero para a Argentina, lá na Austrália, e a ninguém gosta de ver a seleção brasileira perdendo...

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Brasil, Inglaterra, Irã e o imponderável

A conjuntura não está previsível

1 - Aécio e o PSDB entraram com o pedido de impugnação
da chapa Dilma-Temer só para "encher o saco do PT", como disse Aécio. Gilmar Mendes impediu que o pedido fosse arquivado no TSE, só para "encher o saco do PT". O tempo foi passando, o PMDB vendeu-se ao PSDB e aos empresários, traindo Dilma e o povo brasileiro, deram o golpe do impeachment e agora, tanto o PSDB, quanto o PMDB, com o apoio explícito de Gilmar Mendes, tentam arquivar o processo contra TEMER-Dilma. Ironia do destino...

Enquanto no TSE o jogo se inverte, o Brasil passa por mais uma série de denúncias contra os políticos e os partidos políticos. As entranhas corruptoras e corruptas tornam-se evidentes com a promiscuidade entre o público e o privado. Um direito adquirido somente para ser usado pela classe dominante, branca, preconceituosa e que não gosta de pobres.

O PT, mesmo tendo feito o melhor governo da história do Brasil,
em vez de fazer a revolução moralizadora,
locupletou-se com o sistema de "caixa 2"
para as campanhas eleitorais.
Contribuindo para o Brasil viver esta crise
imensa de descrédito nos políticos e nos Partidos.

O povo sente-se enganado, roubado e violentado pelos políticos.

O Brasil, como reflexo do mundo,
vive um período de perda de fé na Democracia e
setores amplos da sociedade clama por
governos fortes, autoritários e moralistas.
Estas são as sementes do fascismo e da ditadura.

Precisamos nos unir todos para colocar
o Brasil e a Democracia em primeiro lugar.


O Judiciário
precisa ser o primeiro exemplo,
A imprensa precisa parar de manipulação e voltar a defender a Democracia e o Brasil, em primeiro lugar.
O presidente da República perdeu a legitimidade e a legalidade, sendo o pior presidente que o Brasil já teve.
O Congresso Nacional está desacreditado e corrompido.
Os Partidos Políticos viraram balcão de negócios escusos.

As Igrejas, a OAB, as Centrais Sindicais
e as entidades representativas da sociedade precisam se juntar para mobilizar o povo brasileiro exigindo UM NOVO BRASIL. Um Brasil de todos, com todos e para todos.

Para isto, precisamos de uma Nova Constituinte com Eleições Gerais.


O Brasil é mais importante do que o calendário eleitoral atual e a manutenção deste governo desmoralizado e corrompido. Os empresários, que são os maiores beneficiários deste governo corrompido, precisam deixar de ser oportunistas e corruptores, para se juntar ao Brasil moderno, competitivo com regras transparentes, o Brasil que valorize as políticas públicas e a inclusão social. O Brasil precisa voltar a crescer e a ser um grande competidor internacional. O Brasil precisa valorizar a ética e o respeito às pessoas.

2 - Eleições na Inglaterra


A Inglaterra é parlamentarista e convive com uma monarquia mais para museu histórico do que para governabilidade. Lá quem governa é o parlamento. Eu sempre gostei do parlamentarismo. Sou parlamentarista.

A primeira ministra inglesa, Theresa May, resolveu antecipar as eleições para tentar aumentar seu poder, só que ela não previu os atentados terroristas e seus reflexos eleitorais. Hoje o povo inglês irá votar e o resultado das eleições são imponderáveis. Esta doença da imponderabilidade está se espalhando pelo mundo...

3 - Até o Irã entrou para o imponderável


Quem diria que haveria atentados terroristas no Irã? No entanto, os loucos do Estado Islâmico chegaram ao Irã. Cresce o risco de os atentados terroristas virarem guerras oficiais, como foram os atentados terroristas em nome da "Primavera Árabe", com os países ocidentais patrocinando e invadindo países árabes em nome da liberdade e da democracia. Ou do Deus ocidental.

A briga entre sunitas e xiitas pode contaminar o mundo, provocando o imponderável...

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Gilmar Mendes quer aparecer mais que todos

Mania de grandeza atrapalha o TSE

Quanto mais o Brasil mostra interesse em acompanhar o julgamento de Temer,
mais Gilmar Mendes tenta aparecer mais do que os outros juizes.
Que petulância!

Vamos ver se nesta quinta-feira as coisas melhoram.

O Brasil merece mais respeito e o povo merece dar a palavra final.

Enquanto o TSE avalia, o Congresso Nacional vai cumprindo seu papel de

VENDIDOS AOS EMPRESÁRIOS GOLPISTAS.

Vão aprovando as reformas contra o povo brasileiro.

Lamentável!

Por tudo isto, DIRETAS JÁ é a solução.

terça-feira, 6 de junho de 2017

O Brasil à espera do TSE

Enquanto isso, a vida continua...

Quando fui botar o lixo para fora, levei um susto com a beleza da lua em nosso quintal. Grande, luminosa, como se dissesse que estava torcendo pelo Brasil...

Enquanto escrevo, ouço a voz dos juízes do TSE declarando suas opiniões. Vão cassar, destituir ou vão empurrar com a barriga, aumentando o sofrimento do Brasil???

Já durante o dia, ouvia as notícias da nova pesquisa CUT VOX POPULI.

Aécio, o ídolo do PSDB conseguiu ter ZERO de intenção de votos na pesquisa espontânea.
Além de se autodestruir, destruiu a imagem do PSDB e traumatizou seus eleitores. Além de levar sua irmã à cadeia. Que tristeza!!!

Temer e Aecio conseguiram deixar o Brasil envergonhado internacionalmente. Com a delação da JBS, o Brasil ficou nu. A corrupção ficou evidenciada com a degeneração da estrutura partidária e o sistema eleitoral.

Precisamos de um Novo Brasil.
Precisamos de Nova Constituinte.
Precisamos de eleições gerais, já!

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Um bom filme: A Promessa

Uma mostra do que foi o massacre dos Armênios pela Turquia

A Folha resolveu desprestigiar o filme e deu apenas uma estrela. Os cinemas não se animaram em mostrar em muitas salas. Mas é um grande filme. Boas imagens, bom roteiro, boa música e uma boa abordagem histórica, sem ser apelativo.

A cidade de São Paulo tem muitos armenios. Tive uma colega de faculdade muito inteligente e bonita. Tivemos um ministro chamado Candir e temos a Estação Armenia do Metrô. Homenagem do governador e amigo Mário Covas.

Vejam ao filme e depois me digam se gostaram ou não.

Nestes tempos de migrações em massa no Oriente Médio, conhecer a história dos armenios na primeira guerra mundial é muito importante.

Com o fim da União Soviética os armenios passaram a ter seu País.

Ainda está faltando o país dos Curdos e o país dos Palestinos.

Tudo uma questão de tempo.

Temer é o pior presidente que o Brasil já teve

Vergonha Nacional!

Temer conseguiu ser o pior presidente que o Brasil já teve.
Acabou Chorari, como dizia a cantiga dos Novos Baianos.


TRAGÉDIA NACIONAL!

Vejam os últimos dados da Pesquisa CUT/VOX POPULI:

Cassação de Temer e Diretas Já! unem o Brasil

85% dos brasileiros querem que o TSE casse Temer e 89% querem escolher novo presidente

Pesquisa CUT-Vox Populi mostra que a insatisfação com o ilegítimo presidente Michel Temer (PMDB) e sua agenda de retirada de direitos sociais, previdenciários e trabalhistas é enorme e se traduz nos números da rejeição ao peemedebista e também dos que querem a sua cassação e eleições diretas para eleger o novo presidente.

Aumentou para 85% o total de brasileiros que querem que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) casse Temer por irregularidades cometidas durante a campanha presidencial dele e de Dilma Rousseff, mostra pesquisa CUT/Vox Populi, realizada entre os dias 2 e 4 de junho. Apenas 8% são contrários à cassação. O TSE inicia nesta terça-feira (6) o julgamento da chapa Dilma-Temer, que pode decidir pela cassação.

Em caso de cassação ou renúncia, 89% querem eleições diretas para substituir o ilegítimo Temer.
Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, os brasileiros querem eleger um novo presidente de forma democrática, via voto popular, com amplo debate sobre as propostas dos candidatos.

“Ninguém quer mais um golpe que coloque na presidência da República outro subordinado ao mercado”.

“Além da tragédia do desemprego que está batendo à porta de mais de 14,5 milhões e meio de brasileiros, com os golpistas, seja Temer ou outro que ocupe seu lugar pelo voto indireto, corremos o risco de perder a aposentadoria, a CLT e programas sociais de combate a fome e a miséria”, conclui Vagner.

Só 3% aprovam Temer

A avaliação negativa de Temer é unânime em todas as regiões do Brasil independentemente da classe social, idade e gênero, comprova pesquisa CUT/Vox realizada em 118 municípios do Brasil de todos os Estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior.

Segundo a pesquisa, 75% dos brasileiros avaliam negativamente o desempenho de Temer como presidente. Para 20%, ele é regular e para apenas 3%, positivo. No Nordeste, o desempenho negativo atinge 83%, no Centro Oeste/Norte 74%, no Sudeste 73% e no Sul 68%.

Os mais críticos são os jovens: 77% consideram o desempenho de Temer negativo. Entre os adultos o percentual é de 76% e entre as pessoas com mais de 50 anos, 69%. Tanto homens (73%) quanto mulheres (77%) avaliam muito mal Temer. Entre as pessoas com renda de até 2 salários mínimos, a avaliação ruim sobe para 79%; entre os que ganham de 2 a 5 SM é de 75%, e mais de 5 SM 68%.

Com Temer, aumenta pessimismo e medo do futuro

Os brasileiros estão insatisfeitos com a vida que levam e mais pessimistas com relação ao futuro do País. 73% acreditam que o Brasil vai piorar com Temer (em abril o percentual era de 61%), 17% acham que vai ficar como está. Só 7% acham que o país vai melhorar.

Em relação à vida que levam hoje, 49% dos entrevistados estão insatisfeitos e 51% estão satisfeitos. Já com relação às perspectivas para 2017, apenas 33% acham que a vida vai melhorar; 34% acham que nem vai melhorar nem piorar; 23% acham que vai piorar; e, 10% não sabem ou não responderam.

Nem o bombardeio da grande mídia foi capaz de aumentar a esperança do povo com relação ao que pode acontecer de bom com Temer. Mesmo com todos os comentários e matérias falando da queda da inflação, 62% dos entrevistados acham que o custo de vida vai aumentar e 68% esperam mais aumento de desemprego nos próximos meses.

domingo, 4 de junho de 2017

A importância do Sol nas plantas

O exemplo das Nandinas

Vejam que a Nandina que recebe mais o sol, floresce mais e os frutos duram mais.



As com frutos estão na calçada da casa...



As sem frutos, estão no jardim da frente.


Mesmo assim, são bonitas. Quando chove, ficam ainda mais bonitas...


Nota do Blog:

Fico muito contente em ver que pessoas do Vietnã, Filipinas, Egito, Emirados Árabes Unidos, África do Sul e tantos outros países continuam lendo nossos comentários. Afinal, a Terra é nossa Pátria!

sábado, 3 de junho de 2017

A Dor do Desemprego

De 10 para 14 milhões de DESEMPREGADOS

Quando Dilma estava definhando no governo, os golpistas diziam que tinham que tirar Dilma do governo porque o desemprego estava em mais de DEZ MILHÕES de desempregados; eles prometiam baixar o desemprego.

Muitos dos desempregados, e seus familiares, acreditaram nas promessas dos golpistas, patronais e neoliberais, e apoiaram o golpe, indo às manifestações contra Dilma.

Passado um ano do golpe, o DESEMPREGO chega a mais de 14 MILHÕES.


E nós, que fomos contra o golpe, somos obrigados a ver chegar levas de demitidos para fazer homologação nos sindicatos. Nós também somos obrigados a atender estes demitidos, ouvindo-os, acolhendo-os e mostrando que a piora da crise, a piora da corrupção e o aumento do desemprego tem a ver com o golpe do impeachment e as traições de Temer e dos congressistas. Os demitidos lamentam ter sido enganados e nós os chamamos para se unir às manifestações contra Temer e o Congresso Nacional.

A direita e os neoliberais sempre gostaram de altas taxas de desemprego, assim formam o Exército de Reserva de mão de obra, barateando os salários.

Agora a direita e os neoliberais querem a terceirização plena, precarizando o trabalho e acabando com as férias, 13o. e até acabando com as aposentadorias. É o fim do mundo...

A dor coletiva é diferente da dor individual.


As demissões em massa e o crescimento do desemprego viram estatísticas e matérias de analistas nos jornais, rádio e TV. Mas a dor do desemprego é muito pior do que uma mera estatística.

A mãe que vê o marido desempregado e tem que tirar os filhos da escola privada, que não dá desconto ou bolsa para filhos de desempregados, é uma dor imensa...

A esposa que vê o marido desempregado e deprimido, sentindo-se um nada por não conseguir novo emprego, chora em silêncio sem saber como vai pagar as contas...

Os maridos que tinham um bom emprego, como analista de crédito, gerente de banco, jornalista experiente ou professor com doutorado no exterior e falando várias línguas, estes maridos pedem ajuda aos amigos e não vê a ajuda chegar, ficam deprimidos e incapazes. Sem contar que, muitas vezes as esposas perdem a paciência...

E quando a demissão se dar para aproveitar a crise e se vingar de pequenas diferenças? A pessoa trabalha mais de vinte anos num banco ou num escritório, e de repente é demitida porque o novo chefe quer se vingar de um problema que tiveram anos atrás?

E quando as empresas demitem em massa exclusivamente para contratar novas pessoas pela metade do salário? Quanto oportunismo? Quanta covardia?

Outros problemas comuns aos demitidos são:


1 - tirou os filhos das escolas públicas e matriculou nas escolas privadas; agora vai ter que voltar, andando para trás...

2 - ia para a escola de carro da família; agora vai a pé ou de ônibus...

3 - usava o convênio médico de qualidade, oferecido pela empresa, agora vai voltar para o SUS; e enfrentar longas filas...

4 - tinha PLR - Participação nos lucros e resultados - de 2 salários por ano, dando direito a viajar nas férias; agora não tem mais PLR e passa as férias na casa dos avós...

5 - tinha ticket alimentação e refeição, fazendo supermercado e sem levar marmita para o trabalho; agora não tem como pagar supermercado e nem precisa fazer marmita; não tem emprego...

6 - adorava jantar fora nos fins de semana, ir aos cinemas no shopping e comer pipoca; agora filme só na TV, sem pipoca e comida só na hora certa...

7 - todos ganhavam presentes nos dias de aniversários; agora só ganham beijinhos e abraços...

8 - e cortar os celulares dos filhos? Já pensou os jovens e adolescentes sem tudo isto e sem celular?

Estes exemplos
normalmente levam os desempregados a baixar a auto-estima, dificultando conseguir emprego novo e até dificultando pedir ajuda para os amigos...

E, enquanto isto,
a imprensa, que apoiou o golpe e tem responsabilidade por tantas demissões, esta imprensa é capaz de fazer reportagem sobre os dependentes de droga e seus sucessos e suas recaídas, mas não fazem reportagens sobre o sofrimento dos desempregados e seus familiares.

Talvez se o Brasil tivesse mais Políticas Públicas
e a população usasse as escolas públicas, a saúde pública e o transporte público, talvez o sofrimento seria menor. Mas a imprensa ensina o "salve-se quem puder" e o individualismo.

A imprensa insiste em dizer que tem que privatizar tudo
, mesmo que fique mais caro para todo mundo, principalmente para os desempregados.

Sendo que antigamente a vida era mais simples e a comunidade menos sofisticada. Não precisamos voltar ao passado, mas nosso presente não pode ignorar as experiências bem sucedidas... O futuro passa por boa educação, boa saúde e, principalmente, por uma vida comunitária mais saudável e participativa. Um por todos e todos por um...

Desempregados não são números,
desempregados são pessoas,
com famílias e filhos...


sexta-feira, 2 de junho de 2017

Trump e Temer: duas tragédias

Até os nomes são parecidos

Hoje cedo ouvi no rádio o comentário do representante da União Europeia sobre a saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris. Ao ser perguntado como a UE reagia ao gesto de Trump, ele respondeu:

Trump vai passar. Quatro anos passam logo... Passa rápido!


Para as pessoas que estão acostumadas às regras democráticas, as contradições e os impasses, são resolvidos pelo VOTO DO POVO, não através de golpes de Estado.

Da mesma forma que Bush passou, deixando o rastro de destruição no Oriente Médio e o desemprego nos Estados Unidos, Trump também vai passar, deixando suas histórias pitorescas e seu retrocesso na importância dos Estados Unidos no mundo.

Já no Brasil...


A direita não pôde esperar quatro anos de governo Dilma. A direita preferiu dar mais um golpe de Estado, ignorando a democracia e a vontade do Povo.

Quando partidos como o PSDB e PMDB, se recusam a respeitar o "fair play eleitoral" e preferem interromper um mandato e implantar uma ditadura civil, estes partidos perdem a credibilidade e a autoridade para falar em democracia.

Não é á toa que o governo Temer, além de ilegítimo,

é um governo corrupto e desacreditado internacionalmente.

Ao interromper a Democracia, dando o primeiro golpe
, a falta de escrúpulo levou os empresários a exigirem que os deputados e senadores dessem outro golpe de Estado e de traição, obrigando-os a apresentar e votar em Reformas que destroem os direitos dos trabalhadores brasileiros, Sendo que a maioria do Congresso Nacional foi eleita juntamente com a chapa Dilma-Temer.

Se era para mudar o programa de governo, mais do que o golpe, era necessário que se realizasse um Plebiscito pedindo autorização ao Povo para que se fizessem as mudanças estruturais na Previdência e na CLT - Consolidação das Leis do Trabalho.

Agora, ainda mais uma vez por falta de escrúpulo
, a direita golpista quer dar mais um golpe. Ao se constatar que o presidente Temer também está envolvido em gangue eleitoral e partidária, vendendo medidas provisórias e outras leis, além de cobrar propina dos empresários, em vez de se destituir o presidente imoral e ilegítimo e se garantir eleições diretas para se escolher o substituto, os mesmos golpistas, querem escolher o novo presidente em eleições indiretas. Isto é, em vez de o povo escolher seus representantes, os corruptos e corruptores querem escolher mais um chefe de gangue para administrar o Brasil.

A tranqueira dos Estados Unidos, foi eleito pelo povo americano.


A tranqueira do Brasil, não foi eleito
, não teve autorização do povo e, ao ser destituído, o povo pode ser ignorado pela gangue do Congresso Nacional. O pior é que o judiciário pode também locupletar-se com o Congresso Nacional corrupto.

Merda por merda, que, ao menos, respeitem o direito de o Povo eleger seus representantes.

Democracia, se aprende praticando...

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Os Ipês e as Estrelas

Nada de política

Depois de várias reuniões,ao subir a rua da Consolação é possível ver um grande pé de Ipê todo florido, sendo visto e admirado tanto por quem sobe como por quem desce à rua. Por enquanto há uns três ou quatro pés floridos, logo, logo serão uns dez pés de Ipês embelezando uma rua que tem muito trânsito e alguns buracos que a prefeitura teima em não tapar.

Tanto no centro, como nos bairros já podemos encontrar os Ipês floridos. Mas ainda não consegui tirar as fotos.

Já em casa, depois do jantar, ao recolher o lixo e abrir a porta que vai para o quintal, deparei-me com algumas estrelas no céu do nosso quintal. Para quem mora em cidade pequena é fácil olhar para o céu e ver as estrelas, numa cidade com excesso de luzes, ver as estrelas fica mais difícil. Por isso, quando as estrelas aparecem no nosso quintal eu sempre comemoro. Lembram da música

"Chão de Estrelas"?
Pois é, quando a lua está brilhando, nossa porta de vidro deixa as luzes entrarem e iluminar o chão da nossa cozinha.

São Paulo é assim, tem sabiás, bem-ti-vis, rolinhas, beija-flores, pica-paus, e até um passarinho que em Serrinha-Bahia nós chamávamos de "Garrincha", aqui em São Paulo eu não sei como é chamado.

Todos estes pássaros aparecem por causa das flores.

Estive em Salvador e uma das pessoas com quem nos reunimos tinha o apelido de "Pitanga". Lembrei que, como nosso pé de pitanga dava muita praguinha branca, nós trocamos e plantamos uma Jabuticabeira. Que faz companhia para o pé de romã.

Em breve teremos as flores da primavera e o canto do sabiá...