segunda-feira, 3 de abril de 2017

Judiciário, governo e empresários contra os trabalhadores

Querem fazer o povo de bobo...

Querem acabar com a aposentadoria,
querem acabar com o emprego,
querem acabar com os sindicatos,

querem acabar com a saúde pública,
querem acabar com as escolas públicas,
querem acabar com a liberdade de imprensa,

querem acabar com a Petrobras e o Pré-Sal,
querem acabar com o Banco do Brasil e a CEF,
querem acabar com o BNDES,

estão fazendo o maior desemprego da história,
estão fazendo o maior arrocho salarial da história,
estão acabando com o Ciência sem Fronteiras,

estão acabando com a cultura nacional,
estão acabando com o cinema nacional,
estão acabando com a Soberania Nacional.

O presidente do TST - Tribunal Superior de Trabalho, diz que deve-se acabar com o imposto sindical para os sindicatos dos trabalhadores. Por que este mesmo presidente não diz que também deve-se acabar com o imposto sindical patronal? Porque ele não fala nada sobre os bilhões de reais que são descontados obrigatoriamente das empresas para sustentar o Sistema "S" e as entidades sindicais patronais? Se é para acabar com os impostos que sustentam sindicatos, que se acabem todos.

Este pessoal derrubou um governo eleito pelo povo e passou a governar de forma venal e entreguista.
Estão acabando com a soberania nacional.
Estão vendendo o Brasil à preço de banana.

Está ficando cada vez mais claro para todo mundo de que o PMDB e o PSDB, estão mandando no governo ilegítimo de Temer. A corrupção continua correndo solta e o PSDB, além de ser beneficiário do dinheiro da Odebrecht e das demais empreiteiras, também recebeu dinheiro em contas no exterior. O governo está nu. O governo está desacreditado e desmoralizado. A imagem do Brasil no exterior nunca esteve tão ruim.

O povo já não aguenta mais.

Já são mais de 13,5 milhões de pessoas desempregadas!
O custo de vida está acabando com os salários.
O gás de cozinha aumenta a cada três meses.
O governo estimula o aumento dos preços.
E o povo está pagando a conta.

Este mês de abril é um mês de demonstrações populares e sociais contra as reformas entreguistas de Temer.
Em todo o Brasil, trabalhadores do campo e da cidade, estarão fazendo protestos e manifestações.

Dia 28 de abril será a Greve Geral,
para defender nossos direitos e
contra este governo corrupto, ilegítimo,
inimigo dos trabalhadores e do Brasil.

Ninguém aguenta mais!
Fora Temer!
Eleições Gerais, já!

Nenhum comentário:

Postar um comentário