domingo, 11 de dezembro de 2016

Seis anos de blog, 500.113 acessos

O mundo lendo o blog. 128 países...

Você sabe onde fica Antígua e Barbuda? Procure no Google...

Pois alguém de Antingua e Barbuda também acessa esse blog. Como outros pessoas da Argélia, das Filipinas, da India, do Japão, da Rússia, da Síria, da Turquia, de Angola, de Moçambique, da Colômbia, do Uruguai, do Canadá, da França, da Alemanha e principalmente dos Estados Unidos. 

Graças à internet, o mundo está on line...

Com o nosso blog passando dos 500 mil acessos, quero agradecer ao pessoal da Escola 28 de Agosto, do Sindicato dos Bancários de. São Paulo, que teve a ideia de criar o blog e dizer que bastava eu contar um caso ou fazer um comentário por dia.

Na verdade, eu gostaria de falar mais das flores, de música e das pessoas. Infelizmente, a política brasileira anda tão mesquinha que fica impossível não falar da política, da economia, do judiciário, da imprensa e da corrupção.

Uma das primeiras musicas que botei no blog foi Sabiá de Tom Jobim, comece cantando. Linda interpretação. Passou o tempo e eu ouvi na Rádio USP Elis Regina cantando, acompanhada de piano. Simplesmente divina! Meu ipad anda dificultando as coisas e já não consigo publicar musicas. 

Mas este ano eu comprei um livro maravilhoso, chamado Histórias de Canções de Tom Jobim. Vejam a letra da música Sabiá. Poesia de primeira qualidade. Prestem atenção na última parte...

Vou voltar
Sei que ainda vou voltar
Não vai ser em vão
Que fiz tantos planos de me enganar
Como fiz enganos de me encontrar
Como fiz estradas de me perder
Fiz de tudo e nada de te esquecer.

Se vocês souberem acrescentar a música, vou ficar agradecido.

Como aqui na Vila Madalena tem muitos sabiás,
Vou acrescentar foto de flores,
Dos jardins onde cantam os Sabiás...


Como dizia Tom Jobim: o jasmineiro floriu.
Aqui em São Paulo diz-se " o pé de Jasmin..."

Parece dezembro
De um ano dourado
Parece bolero
Te quero, te quero
Dizer que NÃO QUERO

Ditadura nunca mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário