quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Querem destruir Lula e o PT

Os golpistas e a direita envergonhada

Nos países democráticos da Europa, existem partidos de direita, partidos sociais democratas, partidos socialistas, partidos verdes, partidos comunistas e agora aparecem partidos de extrema direita, tipo o partido de Le Pen, na França. Mas tudo é disputado no voto do povo. A palavra final é sempre do povo.

No Brasil temos 35 partidos políticos, sendo quatro ou cinco são de esquerda e 30 de direita ou centro-direita. O que já revela uma esquizofrenia, uma falta de identidade ou um medo de se identificar ou se auto-definir. É como o problema do racismo. "No Brasil não tem racismo"...

Também no Brasil, a Justiça não é justa nem neutra, a imprensa não informa, deforma, a polícia não protege, ameaça e agride... O aparelho do Estado atualmente está à serviço dos golpistas e da repressão a tudo que estiver vinculado ao PT e a Lula. Este filme nós já vimos em 1945 e em 1964...

O Brasil também é um país de advogados.
São mais de 800 mil advogados e o Estado é um grande "protetor" de empregos para advogados. Não foi por acaso que a OAB apoiou o golpe.  O Estado, ao ter suas funções ocupadas principalmente por advogados, passa a regulamentar o "direito da prioridade profissional" sobre os demais cidadãos. É uma visão burocrática de auto-proteção, com um discurso de proteção da ética e da ordem. Um país onde a legalidade conservadora se sobrepõe a legitimidade popular. Contrariando o princípio democrático em que o voto e a participação social protegem os pobres e excluídos. Isso, para os conservadores, não é prioridade.

Temer foi para a ONU dizer que o golpe foi constitucional. 
Meia verdade, já que, embora aprovado pelo Congresso Nacional, o fato gerador do processo foi improcedente. O que Dilma fez sempre foi feito, desde FHC e a maioria dos governadores. O Congresso Nacional e o Judiciário, por conveniência, não podem se sobrepor às regras democráticas e constitucionais.

O curioso é que, enquanto o presidente golpista diz que o golpe foi constitucional, a imprensa golpista vai além e diz que o golpe foi "legitimo". Querer discutir a legalidade vá lá, mas, querer dizer que foi legítimo é o ridículo político, jurídico e social.

O povo elegeu um governo com um programa bem oposto do que está sendo executado pelos golpistas.

Se era para mudar o Programa Eleito, que se fizesse um PLEBISCITO, submetendo o golpe e as mudanças propostas ao voto do povo brasileiro. Aí poderíamos dizer que a derrubada do governo Dilma e a aplicação das medidas neoliberais tiveram a aprovação do povo brasileiro e, portanto, passariam a ter legalidade e legitimidade.

O Brasil está numa situação tão medíocre que o Judiciário, constrangido e envergonhado, em vez de tomar decisões sobre Lula e sobre o PT no STF, transfere tudo para um juiz de primeira instância no Paraná. É como o caso do filme Lúcio Flavio. O serviço sujo deve ser feito preservando os mandantes...

Quando Fernando Henrique, ferindo a Constituição, propôs ao Congresso Nacional que ele pudesse ser reeleito, a imprensa e o judiciário locupletaram-se e tudo foi visto como normal.

Se Lula, no auge da sua popularidade, tivesse proposto que o Brasil passasse a ser Parlamentarista e que Lula pudesse ser escolhido presidente ou primeiro ministro tantas vezes quanto o povo aprovasse, a direita, a imprensa e o judiciário diriam que seria UM GOLPE e convocariam as Forças Armadas brasileira e americana para derrubar o governo Lula e impedir a manutenção de um governo de esquerda.

Por que a direita brasileira tem vergonha de se assumir?
Os donos de escravos eram mais cínicos e coerentes...

Podem até impedir Lula de ser candidato em 2018,
Podem também dificultar que o PT consiga pegar votos;

Não conseguirão impedir os avanços sociais
e a organização dos movimentos sociais.

Não aceitaremos uma democracia seletiva, apenas para os ricos, para os homens e para os brancos.
Iremos garantir o direito de ter uma Democracia do Povo, com o Povo e para o Povo.
Tudo isso numa economia de mercado, com ampla liberdade e participação social.
Fora disso é fascismo...

3 comentários:

  1. A direita golpista e canalha. CANALHAS... CANALHAS... CANALHAS. Não ficarão impunes, a história vai mostrar. Já está mostrando.

    ResponderExcluir
  2. A direita golpista e canalha. CANALHAS... CANALHAS... CANALHAS. Não ficarão impunes, a história vai mostrar. Já está mostrando.

    ResponderExcluir