quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Imprensa, Judiciário e Políticos: Quem manda no Golpe?

Armação contra Lula foi para a Imprensa usar 

Juridicamente, o ato espalhafatoso que o MPF apresentou ontem, não tem consistência. Porém, o estardalhaço que a Imprensa fez, faz mais mal a imagem de Lula e do PT do que se a acusação tivesse algum valor jurídico.

Ao constatar esta combinação entre o Judiciário, a Imprensa e os políticos golpistas, ficamos na dúvida sobre quem é que manda no Golpe. É evidente que há papeis complementares. Por exemplo, Gilmar Mendes comanda a linha jurídica geral e também faz tudo combinado com o PSDB. Já a imprensa, age constrangendo os políticos e usando o Judiciário como se tudo que os procuradores e a PF falasse fosse verdadeiro ou legítimo. Abusam da legalidade sem limite que o judiciário vem praticando atualmente. A sociedade não pode ficar refém de um dos poderes do Estado.

Como a imprensa e o judiciário não dão golpe sozinhos, fica sempre a pergunta o porquê do silêncio dos empresários. Estão todos com medo e acovardados? Vão deixar o país ser entregue às multinacionais e aos fundos de investimentos estrangeiros? Quem está por trás destes fundos de investimentos, somente estrangeiros?

Já os trabalhadores, constatamos a reação dos sindicalistas e dos partidos de esquerda, constatamos também que os trabalhadores assistem aturdidos, vendo seus direitos serem confiscados pelos golpistas, enquanto ainda ressentem os erros da mudança da política econômica do governo Dilma no segundo mandato. É como se o golpe fosse briga de ricos e políticos... Eles que se entendam.

O grande pretexto para tentar destruir a imagem de Lula e do PT tem sido a questão da corrupção. E é exatamente na forma de se apurar os fatos identificados como corruptos que constatamos a maior manipulação jurídica e midiática da nossa história. Nem os militares, durante a sua ditadura, usaram e abusaram de tantos mecanismos enganadores.

Esta acusação contra Lula também está servindo para tirar o Cunha do noticiário e se concentrar no PT, já que a mobilização nacional vem crescendo contra o governo golpista e sua política econômica desastrosa para o povo. Faltando poucos dias para as eleições municipais, quanto mais notícias negativas sobre Lula e o PT aparecerem, pior será para seus candidatos.

O golpe tornou o governo ilegítimo, por não ter sido eleito pelo povo.
Agora vivemos uma ditadura civil onde o que menos importa é a verdade.

A classe média que deu sustentação ao golpe, aos poucos vai percebendo que a crise econômica só aumenta. O povo que foi o grande beneficiado dos governos Lula e Dilma, já sente profundamente a crise econômica, mais ainda não viu formas efetivas de contestação. Com o aumento da recessão, do desemprego e do arrocho salarial, combinado com o corte nas políticas públicas, a curto prazo poderemos ver saques, invasões e depredações por todo Brasil.

Tudo indica que estamos caminhando para o Brasil transformar-se numa Venezuela ou Argentina. Ou ainda podemos virar um grande Oriente Médio. Sem primaveras e sem esperanças a curto prazo.

Podem até tornar o Lula inelegível, mas o tempo vai mostrar que ele foi o melhor presidente da História do Brasil. Que tudo que a direita está fazendo com ele e com o PT é para desconstruir a boa imagem de Lula e do PT perante o povo brasileiro e a comunidade internacional.

Dias melhores virão...
Fora Temer e fora os golpistas!

Eleições Gerais, já!

Nenhum comentário:

Postar um comentário