segunda-feira, 4 de julho de 2016

Governo interino e ação entre amigos

O vale-tudo para consolidar o golpe

Vejam como as coisas se misturam entre o público e o privado. Basta ler estas notas publicadas na Coluna de Monica Bergamo na Folha desta segunda-feira.

1 - EM CASA 
- Michel Temer foi homenageado com um jantar, terça (28), pelo ministro João Otávio de Noronha, do STJ (Superior Tribunal de Justiça).
Entre os convidados estavam os ministros do STF Gilmar Mendes e Dias Toffoli, o chanceler José Serra (PSDB-SP) e o senador AÉCIO NEVES (PSDB-MG).

2 - NOSSO HOMEM
- Eduardo CUNHA surpreendeu empresários paulistas quando, recém-eleito presidente da Câmara dos Deputados, no ano passado, foi homenageado com um almoço na casa do megainvestidor Naji Nahas. Ele levou ao evento Lúcio Funaro, já então conhecido como SEU OPERADOR.

- No canto - No almoço estavam presentes, entre outros, Rubens Ometto, da COSAN, José Neto, da VOTORANTIM, Benjamin Steinbruch, da CSN, e FÁBIO BARBOSA, então na EDITORA ABRIL. Funaro (o operador de Cunha) teve raro comportamento discreto.

Nota do blog:
- Precisa dizer mais alguma coisa?

Nenhum comentário:

Postar um comentário