segunda-feira, 13 de junho de 2016

O Globo denuncia aumento do Judiciário

Temer deu aval para aumento, diz O Globo

"Efeito cascata de aumento do STF passará de R$ 1 bilhão"

Esta é a manchete de página inteira no primeiro caderno, página 4, de O Globo desta segunda-feira. Além de tecer longo estudo sobre a situação dos Estados, O Globo recupera pequeno artigo com o nome de Memória:

"Temer deu aval para aumento

O reajuste do Supremo foi aprovado na Câmara no dia 1o. de junho, COM AVAL DO GOVERNO, em pacote de 14 projetos que prevem (sic) reajustes para o funcionalismo dos três poderes, com despesas para a União de cerca de R$ 50 bilhões, em quatro anos.

COMO REPERCUTIU MAL, Michel Temer fez um pente-fino nos projetos aprovados e descobriu que alguns foram incluídos pelos aliados.

Temer SE REUNIU nessa semana com o Presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, para discutir o AUMENTO DOS VENCIMENTOS DOS MINISTROS,  de R$ 33,7 para R$ 39,2.

Agora, Ministros do Planalto dizem que SÃO CONTRA A APROVAÇÃO DO PROJETO NO SENADO, alegando justamente que eles causarão um efeito-cascata.

A intenção do Planalto, afirmam esses ministros, é SEGURAR, ao menos por enquanto, a votação no Senado."

No longo artigo de O Globo, assinado por Sérgio Roxo, ele explica:

"Em um período de dificuldade até para honrar a folha de pagamento, os Estados também sofrerão as consequências do reajuste.

O chamado efeito cascata vai gerar nos dez estados mais endividados do país um impacto anal de, pelo menos, R$ 1 bilhão."

Já nós, os  simples mortais, ficamos sem entender o que está acontecendo.

Os Servidores do Judiciário são 110 mil, mas há os demais servidores federais, que NÃO são beneficiários dos mesmos índices de reajustes. Sem contar os assalariados do setor privado e os desempregados em função da crise.

Todas estas coisas só reforçam a matéria que saiu no Painel da Folha de sábado passado, onde dizia que o pessoal do judiciário já tinha cumprido sua parte do ACORDO e que faltava o pessoal do PMDB cumprir a parte deles. Isto é, aprovar o aumento no Senado e sancionar a lei aprovada.

A imprensa, quando quer, presta grande serviço ao povo brasileiro.

Quando teremos TRANSPARÊNCIA em todos os níveis no Brasil?
Quando as leis serão para todos?
A partir de quando seremos iguais perante a lei?


Nenhum comentário:

Postar um comentário