quarta-feira, 15 de junho de 2016

Caiu a República do PMDB-PSDB-DEM?

Decifra-me ou te devoro

O Judiciário brasileiro resolveu tomar para si a governabilidade,
subordinando o Legislativo e o Executivo.O dilema é que se não existe Legislativo nem Executivo, deixa de existir governo. E sem governo e sem legislativo, o Povo exige Eleições Gerais para se constituir nova governabilidade e nova administração pública.

A imprensa mais os políticos conservadores que perderam as últimas eleições presidenciais se juntaram ao Judiciário para derrubar o governo Dilma e o PT. Compraram o PMDB e os partidos menores que faziam parte da base de apoio do governo Dilma e, ao mesmo tempo, destruíram a imagem pública do PT, caracterizando-o como partido corrupto. Para isto, o Judiciário foi imprescindível. Valendo mais suas versões do que os fatos.

A própria Folha denunciou o acordo entre o Planalto (diga-se PMDB) e o STF, onde o judiciário facilitava o golpe do Impeachment desde que os golpistas aprovassem o reajuste salarial dos servidores do judiciário. Depois da Folha, vieram denuncias no Estadão, n'O Globo e no jornal Valor. Os números estavam errados e o próprio Senado começou a fazer corpo mole adiando a votação do reajuste salarial.

A resposta está dada:
O judiciário abriu os depoimentos das delações premiadas,
onde aparecem os nomes do PSDB, do PMDB e de outros partidos.

Conclusão: 
O Congresso Nacional está desmoralizado, denunciado, com os parlamentares ameaçados de prisão, incluindo seus familiares. Os principais partidos estão envolvidos em corrupção pesada.

O PMDB demorou para cumprir o acordo com o judiciário, e a resposta está data.

Decifra-me ou te devoro...
Caiu Dilma, depois caiu Dunga, agora está caindo o Cunha e junto com ele está caindo todo o Congresso Nacional e até o presidente interino está citado em fraude eleitoral por uso de recursos financeiros duvidosos.

Por tudo isto, o Brasil precisa de Eleições Gerais, já!

Nenhum comentário:

Postar um comentário