segunda-feira, 11 de abril de 2016

O golpe do impeachment e muitas notícias

Nesta semana, quem blefar mais ganha?

Vejam quantos fatos relevantes nesta segunda-feira:

1 - Temer divulga depoimento como se o golpe já tivesse sido aprovado. Incompatibilizando-se com condição de ficar na Vice se o golpe for derrotado;

2 - Na Comissão da Câmara, os golpistas conseguiram apenas 58,46% dos votos. Bem abaixo de 2/3, que seria 43 votos. Se sequer na Comissão os golpistas conseguem os 2/3, imaginem na Plenária Geral com 513 deputados?

3 - Lula, Chico e dezenas de artistas se encontram no Rio de Janeiro, dizendo: Não ao golpe!

4 - Lula e vários artistas falam para dezenas de milhares de pessoas nos Arcos da Lapa. O Rio de Janeiro continua na vanguarda política e cultural do Brasil;

5 - A Folha, para confundir, apresenta matéria sobre uma possível saída de metade da bancada do PT. Sabemos que Tarso Genro fala muito, mas também sabemos que ele não é louco... Na verdade, os golpistas tentam passar a ideia de que se o golpe não passar, o governo Dilma ficará ingovernável já que Lula seria impedido de tomar posse como ministro e até os parlamentares e prefeitos deixarão o partido. É a técnica de falar uma mentira centenas de vezes até as pessoas pensarem que é verdade...

6 - O jornal Valor apresenta matéria dizendo que a operação Lava Jato vai acabar até dezembro deste ano. Será que já estão preparando o abafa para não apurarem o PMDB e o PSDB?

7 - Enquanto a imprensa cria fatos para confundir a disputa, Brasilia vive sua primeira divisão física da história. Metade do espaço para a Direita e a outra metade para a Esquerda. CONSTRUÍRAM O MURO DA VERGONHA! Pena que não seja uma Revolução Francesa. O Brasil está mais para a contra revolução espanhola de Franco e seus fascistas.

8 - E as redes sociais apresentaram uma gravação de uma jornalista, parece que da Globo, onde ela estava desesperada dizendo que o golpe ia fracassar e que iriam perder a disputa por causa da venda de votos. Quem está comprando quem?

9 - Para confundir mais ainda, até a TV Cultura de São Paulo, que já foi séria, nesta segunda-feira apresentou no Roda Viva o exemplo de honestidade e sanidade nacional: Roberto Jefferson.

10 - Por último, se a votação na Comissão da Câmara parecia "Escolinha do Professor Raimundo", imaginem como vai ser a votação no Plenário, com 513 deputados fazendo declarações de voto. A votação vai demorar três dias...

Me poupem?
Não, o Brasil precisa passar por esta experiência.

Democracia não se ganha.
Conquista-se!

Nenhum comentário:

Postar um comentário