sábado, 5 de março de 2016

Lava Jato: Os especialistas mentem?

Especialistas de direita, de esquerda e neutros

Como a televisão e o rádio no Brasil são concessões do Estado e são também heranças da ditadura militar, vemos a predominância escandalosa de "especialistas" de direita e a ausência escandalosa de "especialistas" de esquerda ou neutros.

Porque a imprensa brasileira decidiu ser a favor do golpe e do Lava Jato, como instrumento do golpe contra o PT?

Porque, ao fechar posição a favor do golpe, passou a esconder as posições de quem é contra o golpe e contra a forma como está funcionando a operação Lava Jato?

Como garantir a liberdade de imprensa e de informação?

Ao pensar sobre estas questões, fica evidente o quanto os governos Lula e Dilma erraram em não fazer uma reforma da educação no Brasil. O conteúdo educacional continuou conservador e a formação tantos dos jovens, como dos universitários continuou neoliberal e conservadora. Ao continuar conservadora e aumentar o número de especialistas concursados, ampliou-se ainda mais a visão conservadora da sociedade e do papel dos governos.

Assim, fica fácil achar um juiz ou juíza, um professor ou professora neoliberal e conservadora, que aceite passar horas na TV e no Rádio passando sua visão conservadora sobre o governo e o papel do Estado.

É claro que há bons professores e professoras, bons juízes e juízas, também bons advogados e advogadas, como bons jornalistas. Mas estes não tendo acesso às Redes de TVs e Rádios. Heródoto Barbeiro ainda existe, mas seu programa na TV Record tem pouca audiência e ele não está mais no rádio. Seus sucessores na CBN estão quase todos subordinados à linha manipuladora da Globo.

Há os especialistas que apenas defendem suas posições sem apelar para a mentira, como há os que mentem deliberadamente. Esconder as outras posições, seja pela direita ou pela esquerda, também é uma forma de mentir.

Os movimentos sociais clamam pela Democratização da Mídia, pela pluralidade e diversidade política e étnica nos meios de comunicação. Mas, nem os governos petistas conseguiram implementar isto, tal o poder dos controladores da mídia sobre os governos e órgãos legislativos. Os petistas também acreditaram que tendo o apoio dos evangélicos estariam contrapondo-se ao poderia da Globo. Ledo engano, os evangélicos, na sua boa maioria, também são conservadores e estão usando seus programas de rádio e TV para fazer negócios e apoiar o golpe.

A imprensa brasileira é fechada ao capital estrangeiro, é um capitalismo protegido pelo governo e pelo Estado. No Brasil quase tudo está aberto às empresas multinacionais, menos as TVs e Rádios. Isto não é nem democrático, nem competitivo.

Este predomínio conservador e quase fascista dos especialistas golpistas nos meios de comunicação, faz com que parcela significativa da população acabe achando que a única verdade seja a verdade dos conservadores.

E ainda querem que acreditemos na lisura e na liberdade da nossa democracia!

Pode ser que impeçamos a concretização do golpe contra Dilma e contra Lula, pode ser que não. Pode ser que o Brasil precise passar por mais uma ditadura, mesmo que não seja militar. A verdade é que os ditadores não poderão esconder os fatos por muito tempo. Nem os militares conseguiram...

No entanto, qualquer que seja o resultado deste inferno astral que estamos passando no Brasil, a verdade é que, além de melhorar a economia e o emprego, ainda temos muito que fazer para ter uma Verdadeira Democracia Cidadã para todos os brasileiros e brasileiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário