quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

O Brasil continua à venda

E cada vez mais barato...

Já venderam quase todas as universidades privadas aos Fundos de Investimentos estrangeiros, já venderam quase todos os grandes hospitais privados também para Fundos estrangeiros, já venderam quase todas as agências de publicidades para multinacionais estrangeiras. Já venderam quase todas as indústrias farmacêuticas aos estrangeiros. Já venderam as grandes usinas de cana-de-açúcar. Venderam até supermercados...

Já não temos uma indústria automobilística brasileira, são todas estrangeiras, embora sejamos o sétimo maior  mercado consumidor de automóveis do mundo.

Agora os estrangeiros estão comprando até Escritórios de Advocacia.
Vão mandar até na OAB, como mandam já mandam na Anfavea e na CNI.

Ainda controlamos o setor financeiro. O Itaú e o Bradesco ainda controlam o mercado financeiro nacional. Os demais são bancos de investimento e pequenos negócios. Até quando?

Agora, com a aliança PSDB e PMDB, combinado com a fragilidade do governo Dilma, estão vendendo a Petrobras, o Pré-Sal e tudo que ainda der dinheiro. Vão fazer como fizeram com o Banespa e a Telesp. Mudam só o nome...

Todas estas vendas possibilitam que o PSDB continue fazendo o quê fizeram na época das privatizações de FHC: juntarão muito dinheiro no Brasil e no exterior, afinal, são bons consultores e assessores financeiros. Perto dos tucanos, os petistas são amadores. Até porque usaram muitos dos mesmos operadores... Só se esqueceram que o Judiciário também gosta de dar consultoria e que a imprensa, não cobra nada mas é a coisa mais cara do mundo.

Mas, como Deus escreve certo por linhas tortas, as multinacionais que vieram para o Brasil, mesmo comprando empresas a preço de banana, como foi o Banespa, muitas multinacionais também estão passando por dificuldades. O caso mais gritante é do Grupo Casino (francês), que comprou o Pão de Açúcar e agora está comento o pão que diabo amassou. É só ler o jornal Valor de hoje (25/02/2016).

Lutamos contra o capitalismo neoliberal e entreguista do PSDB, lutamos para que o governo Lula fizesse a maior inclusão social da nossa história, o melhor crescimento econômico com o povo comprando casa, mobilizando, cursando faculdade e comprando carros, sem contar as centenas de milhares de brasileiros que viajaram pela primeira vez ao exterior e os milhões que viajaram de avião pela primeira vez. Lutamos para eleger a primeira mulher para presidente do Brasil. Tivemos pleno emprego e milhões de inclusões sociais. Com a escolha de Levy para a Fazenda, o governo Dilma fez um cavalo de pau e passou a implementar o ajuste fiscal neoliberal, desorganizando a economia e seus apoiadores.

Somos a favor do capitalismo social de mercado para todos e todas.
Somos a favor de um país transparente e competitivo internacionalmente.

Não podemos e não devemos ser tolerantes com a corrupção, com a mentira e manipulação da imprensa, não podemos aceitar que o Judiciário e a Policia Federal sejam instrumentalizados por qualquer partido. Leiam o artigo de Jânio de Freitas na Folha de hoje. Estamos com Jânio de Freitas.

O Brasil está autoflagelando-se!
O Brasil está autodestruindo-se!
O Brasil precisa tomar coragem!
O Brasil precisa dar um basta!

Dignidade não se vende, nem se compra,
Dignidade é construída na vida e na luta.
Precisamos ter força, garra!

Sem medo de ser feliz!
Nosso projeto continua!

Nenhum comentário:

Postar um comentário