terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Guerra na Síria e no Brasil

Uma guerra militar e outra guerra jurídico-midiática

Todos os dias abrimos os jornais e vemos as notícias sobre as bombas que explodiram na Síria, lembrando as bombas da guerra civil espanhola que antecedeu a segunda guerra mundial.

Todos os dias abrimos os mesmos jornais e vemos as notícias sobre as armações criadas pelo Ministério Público Federal e a Polícia Federal. Se fossem armações feitas no governo Lula contra a burguesia, a imprensa estaria conclamando o golpe contra o comunismo de Lula e do PT. Mas o que vemos são armações de um poder judiciário que se aproveita da autonomia jurídica aprovada pelos governos petistas para condenar os próprios governos petistas. Caracterizando um governo sem governabilidade...

Nunca, na história deste país, vimos tanta manipulação de informações. Ao mesmo tempo a economia desintegra-se justificando perante o povão a necessidade da derrubada do governo e a condenação do partido. Estão comparando com a Era Vargas que o levou ao suicídio. Mas a história é diferente. Vargas tinha governabilidade, embora não tivesse apoio da imprensa e do governo americano, o que era fundamental.

O tempo vai mostrar quem está com a razão. Não temos medo da História. O tempo sempre foi nosso aliado.

Estão destruindo fisicamente a Síria, matando centenas de milhares de pessoas e levando milhões ao exílio e a imigração forçada.

Vamos torcer para que o Brasil não precise passar pelo que a Síria está passando.


Nenhum comentário:

Postar um comentário