sábado, 17 de outubro de 2015

Direita apostou em Cunha e perdeu

Ascenção e queda de Eduardo Cunha

A Folha de S.Paulo, principal ideóloga da direita paulista, jogou a toalha e resolveu entregar Eduardo  Cunha à Justiça e à Opinião Pública.

Do pó vieste e ao pó retornarás, já dizia a Bíblia.

Vejam a capa da Folha de hoje.



De outro ângulo...



Os documentos têm assinaturas e endereços, e a Folha resolveu mostrar tudo, como se dissesse: você está sem o nosso apoio! Você abusou!

Já o Estadão, que anda à direita da Folha e é porta-voz do PSDB paulista, não teve a coragem que a Folha teve. 

Cada vez mais cresce o clamor para parar esta Guerra Suja, onde não há inocentes, e o os empresários e trabalhadores formem uma Frente Nacional exigindo a retomada do crescimento, redução do desemprego e fim da baixaria política e jurídica.

Todo mundo já conhecia Eduardo Cunha. Ele vinha sendo um instrumento no Congresso Nacional para derrubar Dilma. Mesmo sendo um político e Evangélico sem escrúpulo. 

O PMDB não pode se omitir, ou será contaminado por Eduardo Cunha.

Ainda há tempo para evitar o pior. 
A omissão coletiva sempre leva a situações castratóficas.
O tempo e os fatos não perdoam...

Nenhum comentário:

Postar um comentário