sábado, 3 de outubro de 2015

Agora começa o segundo mandato de Dilma

Precisava esperar dez meses?

Todos perdemos com a demora para definir um ministério com governabilidade efetiva. A única vantagem que tivemos foi a constatação, mais uma vez, de que sem o PMDB ninguém governa o Brasil. A dupla Dilma e Mercadante pagaram para ver a força de Cunha e perderam na disputa da presidência da Câmara. Como já tinham perdido no jogo da Petrobras, desde o mandato anterior. Quanto mais insistia com Graça Foster, mais perdia...

Quem briga com o PMDB também briga com o judiciário...
e por tabela, alimenta o ódio de classe da grande imprensa.

Como nunca é tarde para ser feliz, a partir deste mês o segundo mandato da presidente Dilma começa a ter mais governabilidade, tendendo a acalmar à fome por recursos e poderes do judiciário e os empresários vão ter um pouco mais de tranquilidade para investir. Já os trabalhadores e movimentos sociais, embora tenham ficado com parte qualitativa dos ministérios, ainda precisam enfrentar o neoliberalismo de Levy e o conservadorismo evangélico do Congresso Nacional. Sem contar a queimação por parte da imprensa.

Se Dilma vai ter um pouco mais de paz, o mesmo não podemos dizer de Lula. Quanto mais aumenta a chance de sucesso do governo Dilma, mas pancada vai levar Lula. A imprensa não gosta da desobediência de Dilma, mas ODEIA O SUCESSO DE LULA. Este é o grande satã da imprensa nacional. Ousou proteger e valorizar os pobres. Agora ficou bem mais caro manter empregadas domésticas subservientes e os aeroportos continuam cheios de pobres.

Neste sábado, ao ler os jornais só vi torcida para não dar certo. Mas, o fundamental mesmo vai ser a recuperação da economia. Levy tem até o final de novembro para apresentar melhoras na economia. Caso contrário será o próximo ministro a sair, a pedido ou por telefone...

Para não esquecer, vamos comemorar o aniversário da Petrobras.
Parabéns a esta grande empresa, que representa a herança varguista e também a herança de uma dignidade nacional que está ameaçada pelos tucanos e a direita nacional subserviente.

Como a Europa reconstruiu-se das cinzas da segunda guerra mundial, reconstruiremos o Brasil depois de tanta mediocridade da direita nacional.

Um comentário:

  1. Muito bem seu Gilmar, cada dia melhor. Parabens, Grande beijo

    ResponderExcluir