domingo, 13 de setembro de 2015

Folha dá Aviso Prévio a Dilma

Ou troca o Ministério ou ela sai do governo

Para a Folha, como principal porta voz da direita, a presidente Dilma tem a ULTIMA CHANCE

Isto é, ou Dilma tira Mercadante da Casa Civil e outros ministros, faz o enxugamento dos ministérios e corta as despesas, ou Dilma será destituída ou renunciada... 

A sorte está lançada...

Dilma não pode dar uma de Maria Antonieta ou dar um Abraço de Afogado, morrendo afogada - destituída - com Mercadante e os outros ministros do PT.

O Brasil vive um dos seus momentos mais importantes da sua história. Se o Brasil fosse parlamentarista este impasse não teria existido...

O Editorial da Folha, como sempre, esconde a responsabilidade do PSDB na crise. A direita no Congresso Nacional, incluindo Eduardo Cunha, é dirigida pelo PSDB. 

A Folha sempre defendeu a volta da direita neoliberal ao poder. Lula melhorou muito o pais, mas Dilma não está conseguindo superar os desafios econômicos e políticos. O Brasil precisa de um governo de coalisão. Não precisamos de um governo de um só. 

A Reforma Ministerial estava sendo gestada para o final se setembro, mas, algo aconteceu que sua necessidade foi antecipada para esta semana. 

Recomendo que todos leiam o ultimato da Folha à Dilma. Está na capa de hoje. 

Como reagirão os movimentos sociais?

Ou Dilma ouve o clamor do Brasil ou fecha-se em copas, como fez com Graça Foster na Petrobras? 

O Brasil pode conviver com a crise, mas o ideal é que tenhamos uma solução conciliadora. Nem um governo de direita cínica e neoliberal, nem um governo social mas travado e inoperante na economia.

Levy falhou com seu Ajuste Fiscal. E Dilma, como sua avalista, não pode deixá-lo no ministério da Fazenda. Levy também deve sair na Reforma Ministerial. 

Começar tudo de novo. Nova postura e novo ministério. Novas relações com o Congresso Nacional e com o Judiciário. 

Que cada um faça sua parte!


Nenhum comentário:

Postar um comentário