sexta-feira, 10 de julho de 2015

Itaú desiste de comprar o HSBC Brasil

Bradesco só não compra se desistir

A imprensa deu pouca relevância ao fato de o banco Itaú, o maior e mais competitivo banco brasileiro, não ter entregue proposta de compra do HSBC Brasil nesta segunda fase, que terminou o prazo no último dia 06.

Vejam boa matéria publicada no último dia 7, no Estadão, caderno de Economia página B12.

Por mais que o Santander enquanto banco global seja maior do que o Bradesco e o Itaú, tudo indica que o Bradesco tem mais disposição em jogar todas as fichas para comprar o HSBC do que o Santander tenha disponibilidade de tantos recursos para ampliar a participação num mercado onde ainda não se encontrou.

Este é o dilema do Santander:

Consolidar-se primeiro, melhorando a rede e a qualidade dos serviços, isto organicamente, com o apoio técnico e financeiro da sede na Espanha;

ou investir um bom dinheiro na compra do HSBC Brasil e ter que investir ainda mais dinheiro para poder deixar o "novo" banco com qualidade e eficiência em toda a rede ampliada. Não é simples...

Não sei por que o Itaú desistiu.
Mas esta desistência facilitou muito a vida do Bradesco.
O quê não é regra o Itaú facilitar a vida do Bradesco.

Mas o Santander é um banco ousado que gosta de novos lances quando ninguém espera, principalmente porque o Santander pode oferecer ao HSBC contrapartidas em outros países...


Nenhum comentário:

Postar um comentário