segunda-feira, 13 de julho de 2015

Grécia, Brasil e o Mundo

Grécia tem menos gente que cidade de São Paulo

O mundo todo está acompanhando a crise da Grécia. Muitos brasileiros só sabem que a Europa pode virar de ponta cabeça e implodir o Euro se a Grécia sair.

Porém, poucos brasileiros têm ideia da dimensão populacional, econômica e política da Grécia. Por exemplo, a população da Grécia é de menos de onze milhões de habitantes, menor do que a população da cidade de São Paulo. Economicamente São Paulo também deve ser maior...

Se a Grécia é tão pequena, por que tanta confusão?

Com a Guerra Fria do pós-guerra, o mundo foi dividido em blocos. A Europa vinculada aos Estados Unidos criou a União Europeia e mais tarde criou o Euro - moeda única. A Inglaterra, raposa velha, entrou na União Europeia mas não entrou no Euro.

Os países pequenos da Europa que quiseram juntar-se ao bloco pró-Estados Unidos, entraram na União e também no Euro. Só que, esta unificação econômica tornou a Alemanha mais competitiva do que a maioria dos participantes, tanto em função do grau de industrialização, como pela dimensão econômica. A Alemanha ganhou muito dinheiro e poder, sem precisar apelar para nova guerra, como fez em 1870, 1914 e 1940.

Ao mesmo tempo, nos anos 90 os governos foram estimulados a optar pela adesão e para isto receberam muitos empréstimos subsidiados na época, mas que, com o tempo viraram grandes passivos. Levando os países à crises de liquidez financeira e política.

Com a crise de 2008, a Europa importou a crise americana e transferiu sua crise financeira para a população, causando desemprego, arrocho salarial e recessão. Os países em volta do Mediterrâneo, com menos indústria, ficaram fragilizados. Salvaram os bancos e quebraram os governos.

A Grécia, depois da Espanha, Itália e Portugal, está no olho do furacão. Quase foi para o fascismo, voltou para o centro-conservador e agora está com governo de esquerda que legitimou-se com um plebiscito contra qualquer acordo humilhante com os credores.

Hoje a imprensa está dizendo que a Grécia fez novo acordo com os credores. Parte da imprensa diz que a Grécia foi humilhada; outra parte está cautelosa achando que foi importante as partes terem se entendido.

Aos poucos vamos ficar sabendo com quem está a verdade: 
- com os gaviões que querem humilhar a Grécia, liderados pelos alemães;
- ou com as pombas que querem um novo contrato social para a Grécia e a Europa.

É bom lembrar que a primeira guerra mundial começou com um pequeno incidente na Sérvia e a segunda guerra mundial começou com a invasão da antiga Thescolovaquia.

Pequenos países podem levar o mundo a terceira guerra mundial.
Não vale a pena pagar para ver...

Nenhum comentário:

Postar um comentário