sexta-feira, 31 de julho de 2015

Flores de julho

Mesmo sem água, temos flores

Amanhã será agosto. O mês do cachorro louco, o mês dos golpes políticos e da guerra no Congresso Nacional e na Imprensa. Como acabará o mês de agosto ninguém sabe...

Já o mês de julho, que acaba hoje, deixou boas lembranças, como o início dos ipês amarelos florirem. Na nossa rua há vários pés de ipês amarelos. Os grandes ainda não floriram, mas os pequenos, já estão florindo em toda cidade.

Vejam este exemplo: 


Quando tem sol as flores brilham mais.
Na rua da Consolação há vários ipês amarelos.
Mas no nosso bairro tem bastante.

A grande beleza do mês de julho foram as cerejeiras. Imbatíveis...


E os jornais de hoje falam que podemos voltar para o Volume Morto 2.
Mais um ano sem água? Pode uma tragédia desta?

Além de interromper a linha 4 do Metro, que levará o metro para Vila Sonia,
onde esperei o Metrô por 22 anos, também piora a situação da água. 

E os jornais botam a culpa nos outros. Mundo estranho...

Nenhum comentário:

Postar um comentário