quarta-feira, 29 de julho de 2015

90 anos de O Globo

Confunde-se com a História do Brasil

Hoje o jornal O Globo completa 90 anos de existência e publica um caderno especial de aniversário. Noventa anos é muito tempo, principalmente se observarmos que estamos falando de um jornal que noticia sobre os fatos do dia a dia.

Nestes 90 anos o mundo mudou muito e o Brasil mudou muito mais.

Tivemos a segunda guerra mundial, a guerra fria, a criação do Estado de Israel, a força dos países comunistas, as olimpíadas e as copas do mundo, tivemos as Revoluções Chinesa e Cubana, a guerra do Vietnã, o  fim da União Soviética. E o novo mundo sem o comunismo.

Ao mesmo tempo, o Brasil deixou de ser rural para ser urbano, tivemos o Brasil de Getúlio Vargas, o presidente Bossa Nova, Juscelino Kubstcheck, o Golpe de 1964, o milagre brasileiro, o AI-5, com a ditadura sangrenta, o cansaço da ditadura, a Tropicália e a guerrilha urbana, e a redemocratização com Henfil, Lula e Dom Paulo.

O jornal O Globo sempre esteve do lado dos empresários e dos Estados Unidos. O Brasil também, nestes 90 anos, sempre esteve ao lado dos Estados Unidos. Assim ficou mais fácil de o jornal crescer e consolidar-se como maior e principal empreendimento de comunicação do Brasil. Mesmo crescendo durante a ditadura, isto não desmerece seu crescimento. Muitos surgiram e faliram. Faz parte da nossa história.

Nas Diretas Já, o jornal demorou para entender que o Brasil não queria mais a ditadura. A Folha, como principal jornal concorrente ganhou o mercado e a disputa ideológica. O Globo insistiu com Collor para presidente, que mais tarde foi cassado por corrupção. A Folha não se expôs com Collor...

Com FHC, tanto o Globo como a Folha estiveram juntos. Tão juntos que se associaram e criaram o jornal VALOR. Hoje, o melhor jornal do Brasil. Melhor até do que a Folha e o Globo juntos.

Atualmente, tanto o Globo quanto a Folha apoiam o golpe contra o governo Dilma e são inimigos mortais do PT. Sinais dos tempos. Sinais de esgotamento tanto de uma forma de se governar como de se fazer oposição. Mesmo não concordando com nenhum dos dois jornais, leio-os diariamente, com tristeza e com alegria. Triste quando leio a parte política e alegre quando leio a parte cultural.

Tive a oportunidade de, como Secretário Geral da CUT, fazer uma boa reunião com o proprietário da Rede Globo, Dr. Roberto Marinho, durante a crise da TV Manchete. Foi uma boa reunião... Tive também participação nas renegociações das dívidas da Rede Globo com o BNDES quando houve a maxidesvalorização do Real no governo FHC. Como Conselheiro, concordei que se deveria salvar a Rede Globo...

O Globo e a Rede Globo fazem parte da nossa história. O Brasil precisa de mais democracia e mais participação social nos meios de comunicação. Mesmo sendo tão importantes, o Brasil precisa de mais jornais, mais rádios e mais canais de TVs. O Brasil precisa de mais diversidades, mais regionalidades e mais cidadania.

Com todos os acertos e com todos os erros, não podemos deixar de dizer:
Parabéns ao jornal O Globo pelos seus 90 anos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário