sexta-feira, 19 de junho de 2015

Prenderam os presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez

E aí FHC, nada a declarar?

Outro dia houve um jantar especial no Palácio dos Bandeirantes onde, entre os convidados ilustres estavam o ex-presidente e autoridade máxima do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, e o presidente da Odebrecht.  A imprensa passou a imagem de que este jantar era para mostrar que o grande empresariado brasileiro estava apoiando os tucanos paulistas e concordando com a hostilidade generalizada contra o governo Dilma e o PT. Não me lembro dos outros nomes ilustres presentes ao jantar, além do próprio governador Alckmin.

Hoje, ao vir para o Centro, ouvi no rádio do carro, a notícia das prisões dos dirigentes das organizações Odebrecht e Andrade Gutierrez. A imprensa, como sempre, comemorava.

Eu, como já passei dos 60 anos de idade e já vivi a ditadura militar e a redemocratização do Brasil, não sei se fico contente em ver gente graúda presa, num país onde historicamente só pobre vai para a cadeia; ou se fico triste em ver que estamos vivendo um período de ausência de legalidade e legitimidade. Estamos vivendo o vale tudo...

Todos estamos passíveis de ser presos. Basta alguém, mesmo que inventado como no nazismo, nos acusar de corrupto, ladrão ou algo que sirva de pretexto para prender e verificar se acusação tem consistência ou não. Ou mesmo podemos ser acusados tomando-se por base o "dominio dos fatos". Todos estamos virando Genis... 

O silêncio dos empresários brasileiros é algo que me incomoda muito. E a solidariedade de Classe? Cadê as notas das entidades como Fiesp, CNI, etc? É covardia ou medo de também serem presos? Este Congresso Nacional tem mais autoridade do que os empresários brasileiros? E porque este silêncio dos parlamentares, que tanto dinheiro receberam destes empresários?

E se os empresários destas grandes empresas que cresceram muito durante a ditadura militar, depois continuaram crescendo no governo Sarney, financiaram a campanha de Collor, depois a de Fernando Henrique, depois a de Lula, depois a de Dilma, de Aécio, de Marina e de Dilma, novamente. Se eles resolverem contar tudo? Será que estes juízes, estes delegados da PF, estes jornais e TVs querem ouvir o que eles sabem? Ou a acusação só vale se for contra o PT?

Eu, como militante cristão e político reformista, sempre defendi um grande Pacto Social onde todos os segmentos da sociedade estejam presentes nas negociações. Depois, que se faça uma nova Constituição aprovada pelo Povo em Plebiscito Nacional. E que as novas leis passem a valer e que todos devam obedecê-las, sejam ricos ou pobres, evangélicos ou não religiosos, negros ou brancos...

Que o passado seja superado pelo compromisso do presente:
Construir uma grande Nação!
Assim construiremos um grande futuro.
Será que eu continuo um sonhador?

Será que vou morrer vendo o medo e o golpismo sobrepondo-se à coragem de ser honesto e transparente? Por mais que pareça que estamos vivendo na Alemanha de 1929, eu também me lembro que, apesar de 1929, tivemos 1945 e a reconstrução do mundo, depois do holocausto não apenas dos judeus, mas de todos que sofreram as consequências do nazismo, do fascismo e de todas as ditaduras que eles nos proporcionaram.  Incluindo aí a ditadura do Estado Novo e a de 1964...

FHC, quero ouvir ou ler sua opinião sobre a prisão de seus amigos...
Ou você vai dar uma de Pedro, negando Jesus?

Nenhum comentário:

Postar um comentário