segunda-feira, 18 de maio de 2015

China compra bancos no Brasil

Um país à venda

Esta tradição brasileira de criar empresas para serem vendidas aos estrangeiros é uma vergonha nacional. 

Desde o governo FHC os bancos estão desaparecendo no Brasil. Existiam bancos privados e públicos em quase todos os Estados. Atualmente apenas cinco bancos controlam mais de 80% do sistema financeiro brasileiro.

E os outros pequenos bancos estão sendo vendidos aos estrangeiros. Agora são os chineses que estão comprando.

Já são quatro bancos chineses no Brasil.

Vejam a matéria do jornal Valor desta segunda-feira, 18.

Banco chinês está perto de comprar o BBM

Valor - Por Aline Oyamada – 18/05/2015

O Bank of Communications, quinto maior banco da China, está prestes a entrar no mercado brasileiro por meio da aquisição do Banco BBM, pertencente à família Mariani, segundo fontes próximas à operação. O contrato do negócio está previsto para ser assinado em breve e a transação deve ser anunciada nesta semana, durante a visita do primeiro ministro chinês, Li Keqiang, ao Brasil.

O Bank of Communications deve ficar com 80% do BBM e o restante continuará nas mãos da família Mariani. Pela participação majoritária, o banco chinês deve desembolsar US$ 200 milhões, segundo a "Bloomberg".

De acordo com uma fonte, o Bank of Communications demonstrou interesse em entrar no Brasil há cerca de três anos. O banco começou a prospectar negócios no país, mas decidiu adiar a aquisição porque o China Construction Bank (CCB) também estava de olho no mercado e uma competição entre dois bancos estatais chineses poderia dar poder de barganha aos bancos brasileiros nas negociações.

Depois que o CCB fechou a compra do controle do BicBanco no país, em 2013, o Bank of Communications voltou a estudar sua entrada no mercado brasileiro. Segundo uma fonte ouvida pela reportagem, o banco não quis buscar uma licença para operar no Brasil porque a estratégia de prospecção internacional sempre foi entrar por meio da aquisição de uma instituição local.

A família Mariani, segundo fontes, estava buscando compradores para o seu negócio há algum tempo e vinha conversando com outros bancos, inclusive concorrentes chineses do Bank of Communications, para uma possível venda. A transação está sendo assessorada pelo Goldman Sachs, do lado do banco chinês, e do Citi, do lado do Banco BBM, segundo fontes.

Se a operação for concretizada, o Bank of Communications será o quarto banco chinês a ingressar no mercado brasileiro. Além do CCB, que entrou no país por meio da compra do BicBanco, atuam no país o Industrial and Commercial Bank of China (ICBC) e o Bank of China.

Ao fim de 2014, o Banco BBM tinha R$ 3,112 bilhões em ativos, figurando na 49ª posição do ranking de maiores instituições compilado pelo Banco Central do Brasil (BC). O índice de Basileia da instituição estava em 20,7%.


Nenhum comentário:

Postar um comentário