sexta-feira, 3 de abril de 2015

Zuza fala de Billie Holiday

O mídas da música: Zuza Homem de Mello

No fim de semana passado fomos domingo ao Parque Ibirapuera assistir ao concerto de Marsallis e  seu conjunto. Lindíssimo e ainda descobri que tinha a participação de Zuza. 

Nesta véspera de fim de semana prolongado pela Páscoa, ao pegar o caderno EU -fim de semana do jornal Valor para ler, duas surpresas: além de longa reportagem sobre o centenário de Billie Holiday, um ótimo artigo de Zuza.

Zuza, para quem não sabe, faz parte do nosso patrimônio histórico vivo, como Fernanda Montenegro, Antônio Candido e mais algumas pessoas. Leio tudo que aparece sobre Zuza ou escrito por ele.

Imaginem que Zuza pagou US$ 3 dólares, em 29 de novembro de 1957, para assistir, na mesma noite, Ray Charles, Benny Goodman, Dizzy Gillespie's Big Band, Chet Baker Quartet, o Thelonious Monk Quartet com John Coltrane e, para fechar, Billie Holiday. 

Zuza pergunta se da para imaginar seu estado de excitação ?

Este monstro sagrado já viveu tudo da música brasileira e americana. E ainda tocou contra baixo. É mole?

Acabei falando mais de Zuza do que de Billie. Ambos são maravilhosos. Acessem o jornal e leiam os artigos sobre o centenário de Billie Holiday. Você vai acabar ouvindo suas interpretações e se convencendo que, apesar do mal estar na civilização, ainda existem esperanças ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário