terça-feira, 14 de abril de 2015

A Folha só pensa em derrotar Lula

Freud explica?

Movido por "ódio de classe" ou por "inveja", a Folha funciona como principal articulador de movimentos contra Lula.

Se formos analisar politicamente, diremos que a Folha funciona levada por ódio de classe. Não estou muito convencido disto... A Folha já apoiou o golpe de 1964, teve papel fundamental na Campanha das Diretas Já!, foi importante na eleição de Collor e na eleição de FHC. Não combateu Lula de forma odienta nas eleições de 2002. Talvez tenha duvidado que Lula ganhasse de Serra...

Analisando pelo lado da "inveja", talvez encontremos mais sentido. 

Do lado dos conservadores brasileiros, ninguém em sã consciência imaginava que Lula, como presidente da república, se transformaria no melhor presidente da história do Brasil. Melhor do que Getúlio Vargas e Juscelino. Para a Folha, gestão moderna para o Brasil foi a de FHC. Neoliberal, subserviente aos Estados Unidos, privatista, arrochador de salários e não gostava de aposentados. Gostava mesmo era de viajar pelo mundo e ganhar títulos de "Honoris Causa".

Mas apareceu um tal de Lula, operário, nordestino que veio para São Paulo de pau de arara, não tinha diploma de faculdade e não conhecia nada da língua inglesa. Era um semiglota, em vez de poliglota e se transforma no melhor presidente do Brasil. E não adianta responsabilizar a fartura das importações chinesas e as exportações brasileiras como garantia de que qualquer um que fosse presidente também sairia bem. Quantos presidentes na história do Brasil aproveitaram as "Vacas Gordas" para entregar mais ainda o Brasil aos estrangeiros? Quantos ficaram ainda mais ricos com suas famílias e seus amigos?

Mas os ricos não aceitam isto. Não aceitam que um operário, migrante nordestino, se dizendo de esquerda faça o melhor mandato da história do Brasil. A pessoa que tem posse ou dom, ter inveja de outra mais simples porém mais competente é pior do que o pobre ter inveja do rico. Tanto FHC como a Folha ficam horrorizados quando veem Lula ser tão querido e ter tanto sucesso no Brasil e no mundo.

Daí se explicar a matéria de capa da Folha de hoje.
Segundo o Datafolha, da Folha, a crise de Dilma está afetando a imagem de Lula. Grande novidade! A crise do governo Dilma está afetando a todos nós. Mas Lula se diz candidato em 2018 e por isto precisa ser destruído, humilhado, desacreditado. Os conservadores não querem admitir a hipótese de Lula voltar a presidência. Eu acho que Lula e seus aliados precisam deixar de dizer que é candidato. Se for possível, será, mas não pode ser uma obrigatoriedade. O futuro a Deus pertence. E Deus tem gostado do Brasil...

Como é dado da realidade, tanto a luta de classe como a psicanálise, podemos pensar que as duas hipóteses de o porquê a Folha não gostar de Lula, devem ter parte de verdade. Talvez destas contradições o Brasil cresça e superemos nosso "complexo de vira-lata", nossas invejas e também nosso ódio de classe.

Lula e a Folha já fazem parte da nossa história. Queiramos ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário