sexta-feira, 13 de março de 2015

Democracia ameaçada

Quando o Legislativo falha

Sempre que o Sistema Partidário perde legitimidade, as ruas substituem os parlamentos, e as pessoas perdem a referência na legalidade, a democracia fica ameaçada. Como restabelecer a nova ordem? É sempre através de um novo pacto social, seja ele conseguido por acordo pacífico ou por golpes ou por guerras. O Brasil está vivendo este momento de escolha. A imprensa, particularmente a Folha, está querendo o golpe - mais uma vez.

Hoje é um dos dias que pode ajudar a achar uma das opções. A Folha está dando voz aos provocadores que querem "sangrar a presidente Dilma", cabe aos militantes sindicais e populares não aceitarem as provocações dos fascistas. Todo cuidado é pouco. Mesmo que participem dezenas de milhares de pessoas, a manifestação precisa ser pacífica. A defesa da Paz e da Democracia, do respeito às urnas e às regras do jogo devem ser nossa força e nossa mensagem.

O Brasil tem mais de 30 partidos políticos e mais de 800 mil advogados e juízes, apesar de ter tanta gente que lida com as leis, o país vive sem leis e sem ordem. A desobediência e o uso das leis conforme as conveniência prejudica a estabilidade social.

Até domingo, o Brasil pode caminhar para a Paz ou para a violência social. A imprensa pode ajudar a conquistar a Paz, como pode ajudar a construir a guerra. O mesmo vale para a PM e para os dirigentes das organizações sociais, sejam elas da esquerda ou da direita.

A sorte está lançada!

Um comentário:

  1. Cheguei agora. Que maravilha estar do lado de gente que gosta deste país igual a gente. Vamos que Vamos. O Brasil é a nossa casa, precisamos protege-la, afinal os entreguistas e lesa pátrias estão querendo nos despejar dela. Brasil 7ª economia do mundo deixou a república de bananas lá atrás com FHC e sua trupe para nunca mais voltar. A oposição brasileira tem que se reciclar e colocar o Brasil e seu povo como prioridade se não jamais ganharão eleições nas urnas, pois suas mentiras não funcionam mais e se falarem a verdade pior ainda. Imaginem se dissessem para o povo brasileiro que defendem a privatização da Petrobrás e a entrega do Pré-sal para multinacionais estrangeiras? Se quiserem ser uma oposição de direita, mas nacionalista terá chance, caso contrário jamais. Fora entreguistas. Conviver harmoniosamente com o investimento estrangeiro é uma coisa, agora ser apenas servos deles jamais. O povo brasileiro agora está no patamar da exigência do seu protagonismo das decisões políticas, sociais, culturais e fundamentalmente econômicas. Vamos que Vamos!

    ResponderExcluir