segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Votação no Congresso: A direita em festa

A Imprensa comemora a vitória conservadora

Todos os jornais, noticiários nos rádios e nas TV's estão comemorando a derrota do governo Dilma e do PT na eleição da mesa diretora na Câmara Federal. A direita está comemorando como se estivesse conseguido ganhar a presidência da república.

Pode não ter ganhado a presidência da república, mas conseguiu obrigar o governo a fazer concessões à direita e recuar em propostas que beneficie os trabalhadores. Dias piores virão…

Se por um lado, a direita está em festa, por outro lado, é mais uma oportunidade para o PT e seus aliados fazerem um balanço de o porquê o povo votou num congresso tão conservador e porquê os partidos políticos que sempre foram aliados de Lula e de Dilma estão se aliando com o PSDB para derrotar o próprio governo, onde eles são ministros.

Uma coisa está ficando cada vez mais claro, esta lógica eleitoral e partidária, onde todos os partidos se aliam a outros partidos apenas para eleger bancada e governantes, sem nenhuma identidade ideológica, está levando o Brasil a uma crise política que pode levar a uma tentativa de golpe.

Da mesma forma que a Europa de 1925 não conseguiu prever a dimensão do nazismo, a nova tentativa de golpe capitaneada pelo PSDB pode levar o Brasil a novas crises institucionais com consequências imprevisíveis.

Por outro lado, o governo precisa dialogar melhor com os segmentos da sociedade. Precisamos restabelecer a confiança nas instituições e nas pessoas.

Isto vale também para o PMDB. Não se deixem levar pelo canto da sereia…
O destino já fez o partido assumir a presidência uma vez e a história não se repete facilmente.
Já a imprensa que estimula o golpe, precisa lembrar-se que em 1964 ela também organizou o golpe e depois se arrependeu. É preferível errar na democracia a acertar na ditadura. O preço em vidas é muito alto.

Vamos acompanhar os fatos para ver como vai acabar esta novela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário