sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Esperando o Metrô da Vila Sônia

Desde 1980…

Já se passaram 35 anos de espera do Metrô na Vila Sônia. Os moradores do bairro esperam pacientemente e, enquanto isto, sofrem com o trânsito entre o Centro da cidade e a Vila, principalmente em dias de jogos importantes no Estádio do Morumbi.

Em 1979 em decidi comprar uma casa para casar. Depois de muita procura, conseguimos achar uma casa simples porém suficiente para nossas necessidades. Era uma casa pequena, na Rua Aurilândia, perto da Delegacia da Vila Sônia.

Um dos argumentos do vendedor quanto as vantagens em comprar a casa era que em breve haveria metrô na região. Como eu conhecia o pessoal do Metrô, fui perguntar tanto aos sindicalistas, quanto ao pessoal da parte administrativa e todos me recomendaram comprar a casa porque em breve o metrô chegaria à Vila Sônia.

Compramos a casa, fui morar na "distante" Vila Sônia e todos os dias sofria no trânsito infernal, do Centro até a Vila Sônia. De ônibus eram quase duas horas e, de carro, era em média uma hora. Dias de chuva ou de jogos importantes, eram mais horas e horas de trânsito parado.

Passaram-se os anos e o Metrô não chegava…

Passou o governo de Erundina, que inaugurou o Sacolão da Vila Sônia…
De três agencias bancárias, passou a ter doze agências…
Os prédios começaram a ser erguidos…
Passou Jânio Quadros, que canalizou o Córrego do Pirajuçara…
Passou Serra, passou Maluf, passaram Marta e Kassab.
Chegou o Haddad e o metrô nada de chegar.

Enquanto os prefeitos mudavam, inclusive os partidos, os governadores sempre eram os mesmos do PSDB. E o metrô nada de chegar. Passei seis anos no Conselho de Administração do BNDES, na época de FHC, tentando convencer os governadores de São Paulo a fazer o metrô chegar à Vila Sônia e nada. Uns diziam que o Rodoanel era prioridade para tirar os caminhões da cidade e outros diziam que tinham outras linhas para fazer…

E o povo da Vila Sônia esperando o metrô.
Nossa filha nasceu, cresceu e saiu de casa e o metrô não chegou à Vila Sônia.

Cansado de tanto esperar, como diz a música de Nelson Gonçalves,
eu resolvi procurar outro lugar para morar e que tivesse metrô.
Depois de muita procura, finalmente, em 2002, vendemos nossa casa na Vila Sônia.
Fomos morar na Vila Madalena. O metrô não é tão perto, mas tem metrô.
A Vila Madalena não tem futebol, mas tem carnaval para tirar o sossego da gente…

Mesmo deixando de morar na Vila Sônia desde 2002, todos os sábado pela manhã eu vou fazer nossa feira no Sacolão da Vila Sônia. É uma forma de matar a saudade da Vila Sônia e dos amigos que lá ficaram…

Hoje cedo, ao abrir os jornais, li entristecido que, mais uma vez, o governo de São Paulo vai atrasar a entrega do… Metrô da Vila Sônia. Parece que a nova data de entrega será 2018.

Será que esta nova data é para coincidir com as eleições presidenciais, quando o governador Alckmin pretende ser candidato a presidente da república?

Será que o calendário eleitoral sempre se sobrepõe às necessidades  do povo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário