domingo, 18 de janeiro de 2015

Belluzzo pela Esquerda e Marta pela Direita

O Governo Dilma sob fogo cruzado

Não bastasse a guerra suja da imprensa contra o governo Dilma e contra o PT, agora a militância e todos os brasileiros e brasileiras estão vendo o governo sob fogo cruzado de aliados históricos.

Ver a senadora petista por São Paulo e ex-prefeita, Marta Suplicy, dar pérolas aos porcos ao alimentar jornalistas que são inimigos históricos do PT como forma de ganhar espaço na imprensa conservadora e tucana para tentar garantir vaga na disputa para a prefeitura de São Paulo no ano que vem, pode significar que  Marta esteja liberando seu lado mais independentista, talvez de forma premeditada. Ela sempre se colocou acima do partido.

Gostemos ou não, Marta foi a melhor prefeita e prefeito que São Paulo teve nos últimos quarenta anos. Isto mesmo, desde Covas, ninguém foi melhor do que Marta, apesar de seu comportamento desagradável, muitas vezes. Isto lhe dá direito de aliar-se com a oposição golpista e desonesta para tentar garantir vaga na disputa? Creio que não. Não podemos reforçar o vale tudo na política. Precisamos manter a coerência e ser educativos com a militância e a sociedade.

Além do inferno astral petista com as declarações de Marta Suplicy, agora vemos em outro front tão importante quanto, o importante economista e conselheiro dos governos Dilma e Lula, dar entrevistas tanto para o importante jornal econômico VALOR, como para o Estadão deste domingo.

Belluzzo fala como grande especialista em economia, profissional que participa de governos desde a época de Ulisses Guimarães e companheiro dos petistas de primeira hora. Como dizemos: Belluzzo vem pela esquerda. Não abriu mão da boa prática política.

E o quê está dizendo Belluzzo?

Que a política de ajuste fiscal que o novo ministro da Fazenda, Levy, vem aplicando com a devida autorização de Dilma e o silêncio do PT está "na contramão da história".

Como Belluzzo é uma pessoa muito educada e respeitosa, ele dá nomes aos bois, diz as datas de quando apresentou propostas diferentes e diz o que cada posição está representando. Talvez o tempo lhe dê razão.

E não me venham dizer que as críticas de Belluzzo são críticas de ressentido que queria ser ministro e não foi convidado. Não acredito nesta hipótese.

Na democracia, a voz final é sempre do povo que elege os governos e os parlamentares.
Como ainda estamos na democracia, recomendo que analisemos com muita atenção tanto as entrevistas de Marta Suplicy como as entrevistas cuidadosas do professor Belluzzo. Afinal, se a economia melhorar com Levy, Dilma e o PT podem melhorar já no ano que vem e isto inviabilizar as críticas de Marta Suplicy. Mas se a economia continua neste fogo-morto, Marta vai crescer e disputar a prefeitura juntamente com Russomano e Haddad. E aí podemos viver em São Paulo o que já vivemos há tempos em Porto Alegre...

Enquanto o Campeonato Brasileiro de Futebol não começa, vamos ficar de olho nos ataques pela direita e pela esquerda, para ver como serão os resultados do Governo Dilma. Eu prefiro que dê certo aliando-se ao povo e à militância, mesmo que a vaca tussa...

P.S.:
Já que tanto Marta Suplicy quanto Belluzzo falam francês, recomendo a leitura do ótimo livro de Jean-Marc Daniel: 8 Leçcons d'histoire économique. Croissance, crise financière, réforme fiscale, dépenses publiques.  Uma preciosidade de estudo econômico e histórico!

Um comentário:

  1. Poxa vida Marta... Pense melhor ... abs fraterno!

    ResponderExcluir