quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Tiradentes também foi um ""terrorista"

Dilma lutou, foi presa e torturada por ser contra a ditadura 

Tiradentes foi executado e esquartejado por ter sido pela independência do Brasil.
Nossa história tem poucos fatos que demonstrem tanta coragem e dignidade.
Nossa história é predominantemente conformista e conservadora.

É um acinte ver um general reformado faltar com o respeito à presidenta do Brasil.

O Brasil tem uma historia de intimidação e de negação dos valores dos vencidos. Nós, que criamos a CUT e o PT, os fizemos como forma de recuperar a história dos companheiros e companheiros que lutaram e morreram em defesa dos direitos dos trabalhadores e dos oprimidos.

Não precisamos ser revanchistas, mas precisamos ter autoestima, dignidade e coragem para defender nossos direitos e nossas conquistas. O Brasil do silêncio e da subserviência não existe mais. O Brasil dos colonizados, dos serviçais aos imperialistas não existe mais. O Brasil das favelas silenciosas também não existe mais. O Brasil dos índios silenciados também deixou de existir.

Este novo Brasil é o Brasil de todos nós. Brancos e negros, pobres e ricos, nordestinos e paulistas. Dilma não está só. Dilma foi eleita pela maioria do povo brasileiro e contará com o apoio tanto de seus eleitores como dos democratas que votaram na oposição.

2014 não é 1964.
A história não se repete!
Os Bolsonaros e Gilmar Mendes, além da imprensa fascistas, não calarão o povo brasileiro!

Dilma pode ter os erros que tiver, mas no exercício da presidência, jamais deixou de respeitar a lei e a ordem. Além de manter seus compromissos com a Democracia, a Verdade e a Defesa do Povo Brasileiro.

Que não subestimem nossa capacidade de luta!
Dilma, nós estamos com você, para o que der e vier...

Nenhum comentário:

Postar um comentário