domingo, 14 de dezembro de 2014

O irmão de Tim Maia

Chico fala do irmão alemão, 
Fábio fala de Tim, como irmão

Coisa interessante!
Chico lança um livro com o titulo "O irmão alemão". Onde ele escreve sobre um irmão - de verdade - que nasceu quando o pai morava na Alemanha do pré-guerra e antes de casar com a mãe de Chico. É um irmão ausente do Brasil... Li o livro de duas pegadas.

Já o livro sobre Tim Maia - "Até parece que foi sonho" - é um depoimento de Fábio, amigo de Tim por mais de 30 anos e um verdadeiro irmão de vida. Poucos estiveram tão perto de Tim como Fábio. Assim, é um irmão falando de um cantor, enquanto o outro é um cantor-escritor falando de um irmão ausente. O livro sobre Tim eu li de uma pegada só...

Ambos os livros falam sobre nosso passado recente, incluindo o período da ditadura militar. Os anos 70 e 80 no Brasil e no mundo. O período cheio de contradições, cheio de medos e esperanças. A esperança venceu o medo? Venceu, mas está começando a perder a batalha. O medo que a liberdade trás está crescendo e, mesmo todos falando mal da ditadura passada, estamos vendo os novos defensores da ditadura aparecem novamente.

Uma coisa está bem clara nos dois livros:
A ditadura fez mal à cultura e a vida das pessoas.
Ditadores não gostam de cultura e de liberdade...

Outra coisa está aparecendo nas histórias dos livros:
Vida de artista não é fácil.
Mesmo quando ganham muito dinheiro.

Sempre gostei muito tanto de Chico como de Tim Maia.
Cheguei em São Paulo em janeiro de 1970, aos 16 anos.
Cheio de coragem e de esperança!
Trabalhava ao lado do Othon Palace Hotel, onde os ditadores se hospedavam
e enchiam os arredores de militares, inclusive nos tetos dos prédios.
Do 18o. andar, onde eu trabalhava, via tudo,
como vi a chegada da Seleção Brasileira, tri campeã,
e vi o incêndio do Joelma.

Quarenta anos se passaram...
Continuo gostando cada vez mais de Chico e de Tim
Chico é cada vez menos cantor
e Tim já foi para o Céu fazer companhia a Raul Seixas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário