sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Imprensa: Nem tudo está perdido

Jornal Valor destoa da mediocridade

Mesmo teno se contaminado durante a campanha eleitoral, quando fez campanha para Eduardo Campos, depois para Marina Silva e por último para Aécio, o jornal Valor continuou sendo o melhor jornal do Brasil atual.

Passadas as eleições, o jornal voltou a ser um bom jornal para os empresários e executivos que o leem. Para nós, que não somos nem empresário nem executivo, mas cultivamos uma boa leitura de economia e política, ficamos sempre agradecidos de receber nas sextas-feira o exemplar do jornal acrescido do caderno EU&Fim de Semana.

Hoje, ainda não tive tempo de folhear o jornal nem ler suas matérias, mas já às 19:00h, peguei o caderno cultura com o título: O Tom da saudade. Com várias páginas deliciosas dedicadas a Tom Jobim.

Mesmo sendo assinante da Folha e do Estadão, que me deixam irritados, ainda me recupero lendo o Valor.

Tenham todos um bom fim de semana.
E procurem o caderno de leitura cultural do Valor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário