quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Chuva, Transito e Caos

Em Brasilia e São Paulo

O Céu caiu sobre Brasilia no final da tarde de ontem.
Parecia praga contra os políticos...
No início da noite fomos para o aeroporto
e todos os caminhos estavam bloqueados pelo água e pelo trânsito.

Chegamos ao aeroporto e todos os voos estavam atrasados ou cancelados
Parecia rodoviárias às vésperas de Ano Novo. Um caos só.
Tivemos que mudar de avião
e para nossa tristeza, também de aeroporto.
Em vez de pousarmos em Congonhas, onde estava o carro,
tivemos que ir para Cumbica.

Detalhe, o voo que era para sair às 10:10h da noite,
partiu meia noite, depois de ameaçar não partir.
Chegamos em Cumbica quase duas horas da madrugada.
Tivemos direito a taxi para ir para casa,
só que o vouche para pegar o taxi demorou meia hora
e para pegar o taxi a fila demorou uma hora e meia.
Isto é, saí de Cumbica às 3:30h da madrugada.

Cheguei em Congonhas para pegar o carro às 4:00h
e finalmente em casa às 4:30hs.
Quase ao amanhecer do dia.

Tudo isto parece aquela música de Luiz Gonzaga:
"Eu pedi para chover, mas chover de mansinho..."
Depois de tanta chuva, eu pensei que as represas teriam mais água
mas a imprensa fala que serviu apenas para molhar e umidecer o chão.

Hoje, depois de mais chuva em são Paulo, mais trânsito
e mais caos... estamos nos preparando para fazer algo
impensável: Ir ao show de Paul McCartiney com a filha.
Só filhos para fazer a gente fazer tantas loucuras.

E ninguém reclama da chuva e do caos.
A falta de água é como a falta de segurança
faz a gente suportar coisas incríveis…

Nenhum comentário:

Postar um comentário