quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Pesquisas com novos erros

Em quem acreditar?

Se não podemos acreditar nas pesquisas, como ficou provado no primeiro turno, onde os erros foram imensos.

Se não podemos acreditar nas urnas eletrônicas, como ficou provado também no primeiro turno, com fotos trocadas, eleitor que descobriu que já tinham votado por ele, urnas com quebradas ou com defeitos, apurações mágicas, etc.

Se não podemos acreditar na imprensa, porque faz campanha aberta para uns candidatos contra os outros, mesmo manipulando e escondendo informações, como vem acontecendo desde antes do primeiro turno.

Se não podemos acreditar na Justiça Eleitoral, porque não sabe explicar os defeitos e as dúvidas que aparecem, como citado acima.

Se não podemos acreditar nos políticos que dizem fazer uma "nova política" e praticam alianças e dobradinhas com o que há de mais reacionário no Brasil, como vem acontecendo em todas as eleições.

Se não podemos acreditar nos governos, porque falam uma coisa e fazem outra, como o exemplo da água, da segurança e de tantos outros exemplos.

Se não podemos acreditar nas polícias, porque cada caso é um caso, não existindo regras iguais para todos os brasileiros e brasileiras, mesmo quando é a Polícia Federal. Apura-se para uns e escondem para outros.

Se não podemos acreditar na Justiça, porque um juiz determina uma coisa e outro juiz anula tudo que o outro decidiu, inclusive soltando bandidos, assassinos, corruptos e bêbados que dirigem e matam pessoas.

Se não podemos acreditar nas pessoas que cobram dos outros mas praticam pequenos delitos, como passar em sinal fechado, jogar lixo nas ruas, desobedecer regras básicas, condenar os pobres e negros por serem pobres e negros, principalmente se forem nordestinos...

O que esperar que teremos até o final desta eleição? Talvez mais um monte de mentiras, pequenos e grandes crimes. Afinal, neste jogo de vale tudo. A verdade é o que menos importa. O importante é vencer.

Nossa Democracia e nossa Liberdade ficam para mais tarde. Tudo isto faz parte do aprendizado democrático. A História vai nos mostrar em detalhes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário