sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Eleições, Pesquisas e Fraudes (2)

Mesmo com clima de festa,
é preciso tomar cuidado

Os milhões de apoiadores da candidatura Dilma estão comemorando a boa vantagem que aparece nas duas mais importantes pesquisas nacionais, Datafolha e Ibope. Tudo indica que Dilma terá mais votos e terá uma vantagem maior do que os 8% ou os 6% que estão aparecendo hoje.

Mas, como no  futebol não são apenas os jogadores que decidem o jogo, nas eleições também não são somente os eleitores que contam. Tem a imprensa, tem o judiciário, tem a PF, tem os meios de transportes (que podem fazer os ônibus desaparecerem), tem os profissionais de informática (que podem fazer os votos mudarem de lado) e tem também os mesários (que podem psicografar assinaturas de eleitores, além de criar outros problemas).

Enfim, como tudo na vida, não são apenas duas variáveis...
São muitas, até aparecer o resultado final.

Vejam este três comentários que estão circulando pelo Brasil.

1 - Apesar de todas as pesquisas sinalizarem boa vitória de Dilma,
veja o que Aécio diz no jornal Folha de S.Paulo de hoje.

Manchete: "Dilma perde seja qual for o resultado".
Final da matéria: "Nos aguardem. Domingo falarei com vocês como presidente eleito".

2 - Jornal Estadão, Caderno 2, Direto da Fonte - Sonia Racy.

Matemática
Os trackings eleitorais encomendados pelos bancos 
não acompanharam os resultados das pesquisas
do Ibope e do Datafolha, ontem.
Continuavam no empate técnico entre Dilma e Aécio,
com a presidente dois pontos 'a frente do tucano.

3 - Mensagem recebida de profissionais de informática
sobre as empresas que cuidam das eleições.

A empresa Módulo, responsável pela segurança dos dados do TSE, tem como diretor executivo Sergio Thompson Flores, ligado ao PSDB e ao candidato Aécio Neves.
Em 2007, através da empresa Infinity Bio-Energy, o Sr. Thompson Flores, assinou protocolo de intenções com o Estado de Minas Gerais, no governo Aécio Neves, no valor de 85 milhões de reais, para produzir álcool no município de Nanuque, no Vale do Mucuri. Consta do Diário Oficial de MG, de 16/02/2007, a proclamação do ato.

Nota do Blog;

Depois das denúncias do economista Luiz Nassif, do professor Sergio Amadeo e da forma mágica como Aécio cresceu em São Paulo no primeiro turno, as declarações do candidato Aécio, contrariando toda lógica das pesquisas e do bom senso, além do apoio dos banqueiros e especuladores, que contratam empresas paralelas para "fabricar trackings especulativos", pode acontecer com Dilma o quê aconteceu com Netinho e muitos candidatos paulistas. Dormiram eleitos e acordaram derrotados, ante a magia do voto eletrônico e sem fiscalização.

Como impedir a fraude? 
Como respeitar a soberania do povo?

PS.:
Antigamente a Folha era ótima em descobrir falcatruas.
Talvez agora a Folha não queira falar dos riscos de fraudes
mas, ao insistir em novas pesquisas que sinalizam vitória de Dilma,
o jornal esteja sinalizando que não apoia fraudes.
Eu, como pessoa de muita fé, sempre mantenho a esperança
de que o bem sempre vence...

Um comentário:

  1. É isso aí nego veio, vamos criar uma corrente de positividade para a Dilma e para o Brasil. Viva a verdade!

    ResponderExcluir