sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Mantega já poderia ter saído

Eleições: A economia é fundamental!

Os empresários e os bancos já vinham pedindo há algum tempo que se adequasse a política econômica. No ano passado, já estava tudo caminhando para Mantega deixar o ministério da Fazenda e o governo fizesse as mudanças necessárias. A dificuldade estava em quem substituiria Mantega. Mas as coisas estavam caminhando.

O problema foi que, no meio da transição, apareceu a reportagem da revista Economist, de forma arrogante, como é comum aos ingleses, exigindo a demissão de Mantega. Pronto! Num governo de centro-esquerda como o nosso, aparecer um americano, um israelense ou um inglês IMPONDO exigências econômicas e políticas gera desgastes. Só para mostrar que aqui no Brasil quem manda é o governo e o povo brasileiro, Mantega não saiu. Se saísse diriam que foi a revista quem o demitiu. Como acabou ficando, o desgaste continuou.

E o quê tem a ver Mantega com as eleições?

O fato de que povo satisfeito economicamente reclama menos de governo. O povo melhorou muito economicamente, mas, é inegável que há uma incerteza no ar quanto ao futuro. E, várias vezes, o que Mantega fala nas entrevistas, acaba não acontecendo da forma como ele falou, desgastando-se com os interlocutores econômicos e empresariais. Que são formadores de opinião.

Quando Abílio Diniz e outros empresários deram entrevistas sugerindo que a presidente Dilma deveria fazer mudanças na economia, estavam aguardando um sinal de que haveria maior diálogo e mais acordos com os empresários. Ninguém pode dizer que Abílio Diniz seja adversário do governo.

Se é preciso ouvir o clamor do povo e das ruas, é também necessário ouvir o clamor dos empresários. Agora Dilma sinaliza que vai mudar a equipe. Economia e Segurança são dois requisitos imprescindíveis numa eleição.

Quem ficará no lugar de Mantega?

Mesmo que a definição fique para depois dos votos apurados, já é um bom sinal. Só o fato de os empresários saberem que haverá mudanças na política econômica já distencionará o mercado.

Além de mudar as pessoas, precisamos ter garantias de que haverá mudança também na política econômica, retomando o crescimento econômico, valorizando a produtividade, as exportações e o consumo social. Preservando os investimento nas políticas públicas e na infraestrutura nacional.

Para a frente é que se anda...

Mantega é o ministro da fazenda mais longevo que o Brasil já teve.
Mantega ajudou muito o governo Lula e também o governo Dilma.
O Brasil agradece imensamente a capacidade de Mantega superar a crise de 2008.
Mas, é hora de envolver novas pessoas, com novas idéias para superar os novos desafios que estão presentes. O Brasil não precisa andar para trás. Precisa continuar avançando...

O Brasil precisa continuar crescendo,
continuar competitivo internacionalmente.
O Brasil precisa de segurança.

Para enfrentar os novos desafios,
precisamos de gente que tenha personalidade,
coragem e poder de decisão.

O Brasil precisa da Mulher Valente
precisa de Dilma presidente.
Sem medo de ser feliz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário