quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Folha denuncia Steinbruch da Fiesp

Quem manipula quem?
Quando a imprensa publicou que o presidente da Fiesp e dono da CSN, Benjamin Steinbruch, tinha dito que “o desemprego batia à porta”, eu já achei estranho.
No dia 23, terça-feira desta semana, a Folha publicou um artigo assinado por Steinbruch com o mesmo título, embora o tema central fosse muito mais amplo e a palavra chave fosse Competitividade. Como respeito muito Benjamin, publiquei o artigo com minhas considerações e perguntando? “Quem manipula quem?”, eleitoralmente.
Como se fosse resposta ao meu questionamento, a Folha publicou ontem um longo artigo divulgando que Steibruch declarava elogios a Marina como uma “boa opção de voto”.
Mas no mesmo artigo, a Folha INFORMA que Steinbruch foi autuado pela Receita Federal (do governo Dilma) em 4 bilhões de reais por ter deixado de recolher os impostos devidos na venda de uma mineradora em 2008. (vide abaixo). INFORMA também que Steinbruch ganhou a concessão para construir uma grande ferrovia mas está muito atrasada e recebeu reclamações de Dilma.
Porque a Folha informou (a DENÚNCIA) contra Steinbruch?
Ficou parecendo que ele mudou de voto porque espera ter beneficios de um novo governo. Será que Marina, além de proteger banqueiros e especuladores, vai proteger quem está sendo autuado pela Receita Federal?
Hoje o jornal O Globo vem com a notícia de que Benjamin apoia Marina, mas não cita as denúncias da Folha.
Como não existe almoço de graça, cada vez mais se compreende o porque tem tantos empresários fazendo campanha para Marina. E assim eu entendo porque o povo está cada vez mais com Dilma. Dilma está com o povo. Dilma tem lado.
Sobre a relação entre a Fiesp, Streinbruch e a Folha, eu acho que a Folha “armou” para cima de Steinbruch. Entre a Folha e Steinbruch, sou mais Streinbruch. A Folha já tem mais tradição em transformer fatos em versoes.
Cada vez mais eu acho que os empresários deveriam tomar mais cuidado ao falar com a imprensa e falar em publico. Depois não adianta tentar negar o que já foi dito ou escrito. De vai e vém, basta a confusão de Marina. Afinal, eleições faz parte da Democracia e do aprendizado democrático, não é para semear discórdia e mentira.
Vejam os principais pontos da materia da Folha de ontem.
Presidente da Fiesp diz que Marina é 'boa opção para o Brasil'
Folha – 24/09/2014
Em entrevista ao SBT, Steinbruch afirma que Dilma é centralizadora e fechada em si mesma
O empresário Benjamin Steinbruch, presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), considera a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, "uma boa opção para o Brasil andar para a frente."
As opiniões de Steinbruch foram manifestadas em entrevista ao SBT que foi ao ar nesta terça-feira (23).
Foi a segunda manifestação de um empresário de peso favorável a Marina em menos de um mês. O primeiro foi o banqueiro Roberto Setubal, que disse ver "com naturalidade" a eleição de Marina, durante a festa de 90 anos do Itaú Unibanco.
Dono da siderúrgica CSN e colunista da Folha, Steinbruch fez várias críticas ao governo durante a entrevista. Disse que a gestão petista gasta dinheiro de forma desordenada, vai mal na condução da economia e não tem política industrial.
Steinbruch disse também que o país está à beira de uma recessão, com desemprego crescente, e criticou a atuação da Receita Federal, que na sua visão aplicaria autuações desproporcionais às empresas.
ATRITOS
O empresário discute com o fisco uma autuação de R$ 4 bilhões aplicada à CSN, por supostamente ter deixado de pagar impostos sobre os ganhos na venda de parte de uma mineradora em 2008. A siderúrgica recorreu.
Steinbruch e Dilma já tiveram atritos por causa da Transnordestina, ferrovia de 1.700 quilômetros projetada para começar no sertão do Piauí e cortar três Estados até chegar ao litoral de Ceará e Pernambuco.

Dona da concessão, a CSN atrasou a obra e irritou Dilma, que enxergava na demora uma tentativa de pressionar o governo a rever pontos do contrato. No ano passado, o governo fez concessões e a operação ficou mais parecida com o que a CSN pedia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário