segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Dilma em forte subida

Bolsa em forte queda

A Bolsa de Valores cai e Dilma sobe nas pesquisas.
Os próprios jornais já não conseguem esconder.
Dilma está crescendo em todo o Brasil
e já passa Marina também no segundo turno.

Está dando desespero nos especuladores e nos banqueiros.
Não dá mais para segurar.
Dilma vai ganhar!

É por isto que estamos dizendo que, se Dilma vai ganhar tanto no primeiro como no Segundo turno, porque não definimos esta eleição já no primeiro turno?

Vamos economizar dinheiro e acabar com a baixaria.
Vamos eleger Dilma no primeiro turno!

Vejam a materia do Valor on-line desta tarde.  

Bovespa opera em forte queda 
e dólar se aproxima de R$ 2,40

Por Lucinda Pinto, Téo Takar, José de Castro e Gabriel Bueno | Valor
22/09/2014 às 13h33

O apetite por risco foi afetado nesta segunda-feira pelo aumento da preocupação com a economia da China. Declarações do ministro das Finanças chinês, Lou Jiwei, de que o governo não fará mudanças drásticas em suas políticas apenas por causa da fraqueza de um indicador, esfriam as apostas em novos estímulos por parte de Pequim.
As bolsas internacionais operaram em queda pela manhã, influenciando também a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).
A incerteza eleitoral, após uma possível recuperação de Dilma Rousseff nas pesquisas sobre a disputa ao Planalto, reforça o tom negativo.
O dólar, por sua vez, segue perto do nível de R$ 2,40. Além das questões externas e políticas, o dólar, as dúvidas sobre a posição do Banco Central (BC) em relação ao câmbio explicam o movimento. Os juros futuros também refletem o desconforto geral e sobem com força.
Bolsa
A bolsa brasileira já começa a semana com perda na casa dos 3%, diante de uma combinação de notícias nada animadoras vindas da China com a expectativa de avanço de Dilma Rousseff nas próximas pesquisas eleitorais sobre a corrida ao Palácio do Planalto.
Declarações do ministro das Finanças chinês, Lou Jiwei, de que o governo não fará mudanças drásticas em suas políticas apenas por causa da fraqueza de um indicador, justificam o mau humor dos investidores. As declarações diminuem as esperanças de novos estímulos econômicos.
No Brasil, a corrida presidencial segue no centro das atenções, com nada menos que seis pesquisas previstas para esta semana. A Guide Investimentos afirma em nota nesta manhã que, segundo levantamentos internos do PT, as pesquisas desta semana devem mostrar Dilma Rousseff à frente de Marina Silva no segundo turno. 
Juros
A aversão ao risco que tomou conta do mercado internacional provocou uma nova onda de elevação dos juros futuros nesta manhã. Segundo operadores, as declarações do ministro das Finanças chinês é um dos principais elementos a piorar o humor. 
A preocupação com a China tem efeitos mais diretos sobre as moedas emergentes, inclusive o real. E a disparada do dólar adiciona instabilidade aos DIs. 
No Brasil, o mercado aguarda a divulgação das próximas pesquisas eleitorais.
Hoje, deve sair a sondagem feita pelo Vox Populi.
Ainda no front doméstico brasileiro, o mercado digere a pesquisa Focus, que mostrou uma nova onda de deterioração das projeções.
 (Lucinda Pinto, Téo Takar, José de Castro e Gabriel Bueno | Valor)


Nenhum comentário:

Postar um comentário