terça-feira, 16 de setembro de 2014

Antecipando pesquisa Ibope

Exercício de numerologia

Esta é uma das magias das pesquisas eleitorais.
Se a soma de todos os candidatos, mas os nulos, brancos e indefinidos precisa ser igual a 100%, como as pesquisas têm uma margem de erro de "dois prá lá e dois prá cá", o que pode levar a uma diferença de até 4%, a margem de manobra fica significativa.

Vamos fazer um exercício sobre a pesquisa Ibope de hoje (16/09/2014).

Se a Bolsa está subindo e os especuladores estão dizendo que Marina continua ganhando no segundo turno, podemos chegar a várias conclusões:

1 - Como no primeiro turno Dilma está entre 8 e 10% de vantagem; no segundo turno Dilma pode estar um pouco a frente ou empatada.

2 - Se os donos da pesquisa puxarem Dilma para 6% de vantagem no primeiro turno, eles podem puxar Marina para cima; e Dilma para baixo no segundo turno,aumentando a vantagem de Marina e criando motivação para que se torne realizável.

3 - Em qualquer das hipóteses acima, os donos da pesquisa podem pegar votos dos brancos, dos nulos e indecisos, jogar para Marina e com isto "inchar" o resultado. Sempre na margem de erro.

4 - E Aécio? Ele fica como reserva técnica... Ou aumenta o porcentual dele, ou então diminui, conforme for o caso e a conveniência.

O grande desafio é que, na semana passada, o Ibope não articulou com o Datafolha, dando uma grande diferença, e com isto criou uma grande confusão. Daí o interesse em inverter. Primeiro sai o Ibope e depois sai o Datafolha. Tudo combinado...

E quem garante que o combinado fica valendo?
Aí é como no jogo de truco.
Quem não blefa não ganha...
E nestas eleições vale tudo.

E a Bolsa?
A Bolsa em si já é um grande jogo.
Especular com eleições faz parte do jogo.
E Bolsa é coisa de profissionais.

Na nossa pesquisa popular,
Dilma tem 10 pontos de vantagem no primeiro turno
e 2 pontos de vantagem no segundo.

Por isto que estamos fazendo a campanha do ganhe já!
Se Dilma vai ganhar no primeiro e no segundo turno,
Vamos definir a eleição já no primeiro.

Se Dilma chegar a 45% liquida a fatura.
Sai mais barato e não enche a paciência do eleitorado.

O resultado final, só teremos no dia 5 de outubro.
Até lá, cada dia é um dia....

Nenhum comentário:

Postar um comentário