quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Flores e Política

A primeira flor do Jasmim

Hoje cedo, quando abrimos a janela do nosso quarto, vimos, pela primeira vez depois de vários anos, uma pequena flor de Jasmim sobre o muro da frente da nossa casa. Neste muro, desde quando mudamos para a Vila Madalena existe um pé de Primavera vermelha.

Depois de alguns anos, como no pé de Jasmim do nosso quintal bate pouco sol, fazendo com que surjam poucas flores, eu resolvi plantar um outro pé de Jasmim na frente da casa, onde bate mais sol. O jasmim foi crescendo lentamente e enfrentando o preconceito do jardineiro que, teimoso, insistia em podar o jasmim e privilegiar o pé de primavera.

Nunca entendi o porque de o jardineiro preferir o pé de primavera.
Ambas as flores são bonitas. Uma vermelha e a outra branca.
Esta combinação de cores sempre fica bonita. Vermelha e Branca.

Na minha vida, atuei em instituições que usam bandeiras com as cores vermelha e branca.

Estas instituições, criadas para combater a ditadura militar e defender a democracia, a liberdade e os trabalhadores, hoje são vitoriosas. Uma é a primeira e maior central sindical da história do Brasil e a outra é o maior partido de esquerda que o Brasil já teve e hoje vive com sucesso doze anos de governo federal, representando o maior marco de benefícios para os trabalhadores, os pobres e mesmo os ricos.

Por coincidência, quando surge a primeira flor do jasmim no nosso jardim da frente de casa, é o dia 07 de agosto, quando milhares de sindicalistas estarão recebendo Lula e Dilma em São Paulo, para declararem apoio à primeira mulher presidente do Brasil. É como se fosse uma pequena homenagem...

Como a flor do Jasmim está bem em cima do muro, meu celular não consegue tirar uma foto nítida. Vou esperar aparecerem novas flores, aí eu coloco a escada, subo no muro e consigo tirar uma boa foto. Como eu faço com as flores dos Trevos. São bem pequenininhas, mas quando eu tiro as fotos bem de perto, elas ficam parecendo grandes flores e bem bonitas.

Tenho também belas fotos atuais de cerejeiras, Ipês, patas de vaca e também de violetas. Apesar do frio em São Paulo, as flores estão surgindo. Já vi inclusive alguns pés de Ipês Amarelos floridos. Na Consolação, na nossa rua, na Vila Madalena e principalmente em Brasília. Os Ipês Amarelos são simplesmente maravilhosos quando estão floridos.

Se todos os políticos prestassem atenção às flores,
talvez o mundo fosse melhor.

Aqui em São Paulo, mesmo sem a Sabesp garantir a água,
as flores estão brotando e embelezando nossa cidade.
Até nossa querida Vila Madalena já ficou sem água.
Imaginem nos bairros distantes...

E isto não tem nada a ver com a Copa.
As flores aparecem todos os anos.
Precisam de cuidados e de atenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário