segunda-feira, 25 de agosto de 2014

A imprensa está escondendo Dilma

Ainda bem que a eleição não depende da imprensa

A imprensa no Brasil sempre se achou poderosa e determinadora do processo histórico. Ledo engano. A imprensa é importante, diria mesmo que para fortalecer a democracia a imprensa é imprescindível. Isto não quer dizer que é a imprensa a principal definidora dos caminhos que o Brasil tenha que seguir.

Depois que houve a substituição de Eduardo Campos por Marina Silva e começou o horário eleitoral, a imprensa resolveu  esconder ou secundarizar as matérias sobre Dilma candidata. O que é mais ridiculo é que a imprensa resolve esconder a candidata que está em primeiro lugar nas pesquisas. Quem vê os jornais fica com a imprensa que existem apenas duas candidaturas - Marina e Aécio, e que Dilma é seja uma candidatura nanica que a imprensa mostra apenas por determinação da legislação. Depois esta imprensa quer falar em democracia e liberdade de expressão.

Só que as eleições não dependem da imprensa e o PT não depende da Folha, do Estado ou da Rede Globo. Lula ganhou as eleições contra a vontade destes jornais e TVs. Dilma também ganhará estas eleições contra a vontade desta mesma imprensa. É por isto que os donos da imprensa querem acabar com o horário eleitoral. Para terem monopólio da comunicação. Atualmente já é um oligopólio onde poucas famílias mandam em mais de 80% da imprensa. Imaginem se fosse monopólio!

Por falar em liberdade de opção e que a palavra final é sempre do povo, a imprensa agora está dizendo que Marina vai governar com o PSDB e com o PT. Isto é uma forma de tentar confundir e iludir o eleitorado, passando uma ideia de que Marina é boazinha e que governará com todos os partidos.

Falta só consultar os laterais.

Quem mandará na economia, num eventual governo de Marina, serão os banqueiros e os especuladores conhecidos como Neoliberais. Da mesma forma que foi o governo de FHC. O príncipe viajava pelo mundo com sua família e sua entourage e os banqueiros de bancos de investimentos tomavam conta da economia, privatizando tudo, especulando na bolsa e mantendo o câmbio sobre falso controle. Esta política neoliberal levou o Brasil a maxidesvalorização e ao desemprego, além da crise da indústria.

Seguraram a inflação mais quebraram o Brasil.  
Não adianta a imprensa mostrar Aécio dizendo que vai dar aumento para os aposentados. Mentira! FHC chamou os aposentados de vagabundos, fez o Fator Previdenciário que comeu e come em média 30% do salário do aposentado e segurou o salário mínimo. Com FHC o salário mínimo era de 80 dolares, com Lula e Dilma o salário mínimo é mais de 300 dólares.

A imprensa vai continuar mentindo e enganando,
e o povo brasileiro vai continuar escolhendo o Coração Valente.
Dilma Presidente!

Um comentário:

  1. Gilmar: preciso falar com você, não consigo ligar pra seu celular. Por favor, me ligue. Deixei meu número numa msg do Face. Obrigado.

    ResponderExcluir