sexta-feira, 11 de julho de 2014

A goleada é explicável

Como dizia Galileu: No entanto a Terra gira

Podem chamar de "apagão", "fenômeno inexplicável", ou o nome que quiser, a goleada de 7 a 1 da Alemanha. Na verdade tudo se explica.

Mesmo mantendo a crença na ou nas divindades, nos espíritos, nas almas, ou seja lá qual seja o nome, a ciência moderna cada vez mais consegue explicar os fenômenos físicos do Universo, do nosso planeta Terra e, aqui entre nós, os fenômenos brasileiros. Do passado e do presente.

Por exemplo:
Este fenômeno mais recente que foi a goleada dos meninos brasileiros contra a seleção da Alemanha.

1 - Felipão insistiu numa escalação que ninguém acreditava. Ganhava aos trancos e aos barrancos e achava que a sorte lhe favoreceria. Mas esqueceu que a sorte tem limites…

2 - Com o resultado consumado, começam a aparecer boatos de que o "jogo foi armado a favor dos Alemães", embora fosse para "perder de pouco" e não de forma tão vergonhosa. Lembram do Brasil na França?

3 - Começam a aparecer diagnósticos dizendo que o responsável é a CBF, que tem Marin, ex-parlamentar malufista que apoiou a ditadura brasileira. Ora, a CBF tem sim parte da responsabilidade, mas, se for condenar quem apoiou a ditadura militar brasileira, a lista é muito grande, não para na CBF…

4 - Começam também a culpar este ou aquele jogador. Individualmente nenhum jogador pode ser responsabilizado. Afinal, o time tem um técnico, uma comissão técnica e muitas outras coisas. Há jogadores fracos que não mereciam estar na seleção. Mas eles foram convocados e fizeram o possível. O problema é de quem convocou ou mudou posição deste ou daquele jogador.

Encerrada a Copa das Copas e passado o desastre da nossa seleção,

vamos fazer o balanço?
O problema do Brasil não é só a CBF.
Este deve ser o ponto de partida.

Vamos profissionalizar os clubes?
Vamos democratizar as estruturas federativas e confederativas?
Estruturas estas tanto esportivas, como as sindicais, patronais, da mídia, dos conselhos profissionais, como Conselho Federal de Medicina e todos eles.
Vamos acabar com os impostos e transferências de impostos para instituições não democráticas?
Vamos acabar com esta proliferação de partidos políticos?
Temos 33! Nem Cristo aguentaria tantos partidos!
Vamos fazer a Reforma da Educação?

Vamos fazer uma Constituinte, livre e soberana?

Se queremos aprender com os alemães,
vamos aproveitar e estudar o modelo alemão de sociedade? 

Lá é parlamentarismo, lá eles "limparam a estrutura futebolísitca", lá eles reduziram a quase zero a corrupção na sociedade (políticos, empresários, juízes, mídia e sindicalistas, entre outros). Lá eles passaram o país a limpo depois da derrota da segunda guerra mundial e posteriormente depois da reunificação. Lá corruptos vão para a cadeia!

O debate está apenas começando
e estamos abertos para fazer a lista dos temas a serem analisados.
Queremos ser modernos em tudo, não apenas no futebol.
Querem ver desastre?
O Brasileirão vai recomeçar logo, logo…
Depois vem a Libertadores da América.
Libertadores de quê e para quê?

Já que a política não nos mobiliza,
talvez a frustração com aquilo em que éramos melhores,
sirva de estímulo para repensarmos o Brasil.

Avante!
Pátria Amada,
Brasil

2 comentários:

  1. "o cadáver do indigente é evidente que morreu. e no entanto, ele se move, como prova o galileu."

    ResponderExcluir
  2. Mais pessoas deveriam fazer uma analise como essa !!! Bj

    ResponderExcluir