quarta-feira, 4 de junho de 2014

USP sem dinheiro e Sabesp sem água

De quem é a culpa?

Um ano ou dois de governo não dá tempo de resolver grandes problemas, mas, vinte anos de governo não dão direito a botar a culpa nos outros ou no destino...

As Universidades paulistas vivem grande crise financeira, ao ponto de a USP afirmar que não dará aumento salarial ou mesmo reposição da inflação para seus funcionários.

Já a SABESP, que é a "mina de ouro" dos tucanos em São Paulo, apesar de ter tanto dinheiro, não tem água. Que é o seu produto fundamental e a razão de ser da empresa. Garantir água para a população de São Paulo.

E se tudo isto acontecesse num governo petista?

A imprensa estaria conclamando o IMPEACHMENT do governador; alguém da Justiça Estadual já teria bloqueado as contas do governo de São Paulo e, talvez, nomeado um Interventor para "botar ordem na casa".

No entanto, a imprensa acha dezenas de problemas no governo federal, a Justiça sempre acha um ou outro problema com o governo federal e o Estado de São Paulo continua protegido de críticas...

Hoje, o jornal Folha de S.Paulo volta com Editorial defendendo a privatização da USP.
Porque não defende a privatização da SABESP, como defendeu a privatização da Eletropaulo e da Comgás? Ou como defendeu a privatização do Banespa e da Nossa Caixa?

É uma pena que este debate apareça num ano eleitoral e às vésperas da Copa do Mundo... Ninguém vai levar a sério. Mas, deveriam. Estas matérias são ensaios para serem encaminhados num futuro próximo.

Continuo fazendo a pergunta: Quanto custaria, na USP, a mensalidade do curso de Medicina, Engenharia, Arquitetura ou Direito? O quê significa a privatização do Ensino? Da Saúde? Do Transporte?

Por que países como Holanda e Alemanha, além de tantos outros na Europa, garantem estes benefícios para sua população e o Brasil tem gente que quer negar este direito?

De quem é a culpa de tanta mazela?

Nenhum comentário:

Postar um comentário