domingo, 25 de maio de 2014

Futebol, Política, Imprensa e Confusão

Omissão dos governadores e prefeitos

Quando algumas pessoas conseguem parar uma avenida ou rodovia, se for por pouco tempo a população acha normal. Mas, quando está paralisação dura vários dias, a população se sente desprotegida e fica propensa a aceitar a violência como forma de restabelecer a ordem.

A quem interessa a desordem?
Com certeza a quem está contra Dilma e seu governo.

Como evitar a desordem sem parecer autoritário?
No primeiro momento buscando respaldo da Justiça.
E quando os juízes também querem a desordem e boicotam a ordem?
O recurso é a ação direta dos governantes.
Mesmo que a imprensa fale mal, 

A ordem é mais importante para o povo,
Do que a cumplicidade da imprensa e de juízes.
Quando os juízes e a imprensa querem zelar pela ordem,
Sabem fazer da melhor forma possível.

Estamos chegando ao início da Copa e a imprensa tem duas opções:

Entra no clima positivo da Copa, ou continua investindo na baderna...
O governo federal não pode confiar no trabalho das policias militares vinculadas aos governadores. O governo deve usar o apoio logístico das Forças Armadas em todas as cidades que houver jogos. Mesmo com toda baixaria da imprensa...

A decisão da Copa da Europa ontem em Lisboa a policia não deu moleza aos provocadores. Aqui no Brasil o governo não pode vacilar. É a imagem Brasil que está em jogo para o mundo todo.

As Eleições a gente decide depois da Copa.
Uma coisa de cada vez.
Sem medo de ser feliz
E sem perder a referência no povo brasileiro.

Um comentário:

  1. O cidadão comum e trabalhador não quer esta bagunça. A impressão que dá é que a imprensa adora essa bagunça e ainda joga culpa no governo federal. Tem que ser mais duro com os baderneiros... È isso que mais se ouve nas esquinas e conversas entre amigos... Abs fraterno.

    ResponderExcluir