terça-feira, 13 de maio de 2014

Abílio Diniz voltou ao noticiário

Falou em Varejo, falou em Abílio

Depois de passar vinte dias mostrando flores no blog, além da baixaria eleitoral, o destaque principal depois que voltei foi a presença de Abílio Diniz na imprensa.

"Abílio vende ações e deixa o Pão de Açúcar; Abílio defende o apoio à Copa do Mundo no Brasil; Abílio Diniz compra ações do Carrefour e negocia comando na operação no Brasil; Abílio se torna acionista do Carrefour"…

O que sabemos é que o Pão de Açúcar não é o mesmo, depois que Abílio saiu. Antes a prioridade era a qualidade. Agora, a prioridade é o lucro… Já não sentimos o mesmo padrão quando vamos fazer as compras.

Já o Carrefour, que foi muito importante na época do Brasil com inflação alta, com a inflação baixa perdeu agilidade e qualidade. Ficou parecendo empresa pública…

O curioso é que as coisas estão se invertendo.
O Casino quer falar português, com o Pão de Açúcar, e Abílio quer falar francês, com o Carrefour. Mesmo que seja no Brasil. É resultado da globalização.

Como ficará a BRF?

Talvez a presença de Abílio na BRF seja apenas uma transição até ele conseguir se liberar juridicamente e voltar ao varejo através de hipermercados, supermercados e lojas de bairros. Disto, além de entender, ele gosta do que faz.

Abílio pode continuar como acionista da BRF, mas, caso consiga reativar os negócios de supermercados, ele voltará para sua praia.

Outra noticia boa é que agora Abílio está melhor assessorado e com mais sangue frio para tomar decisões. Errar é humano…

O Brasil precisa de empresários arrojados como Abílio Diniz.

Quem sabe, desta vez, o Brasil ganhe da França, no futebol e nos negócios.

Enquanto aguardamos mais notícias,
vamos nos preparar para a Copa e
torcer para Felipão e seus meninos.

O Itaquerão já está pronto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário