domingo, 6 de abril de 2014

Gisele Bundchen e Monica Bergamo salvam a Folha

Um jornal de Domingo pouco aproveitável 

Domingo, por tradição, é o dia da semana que os jornais diários tem mais folhas, mais propagandas e mais reportagens. Isto é uma tradição.

Agora imaginem você ser assinante dos jornais e, depois do café e da caminhada, pegar o jornal para ler e conseguir ler por inteiro apenas uma matéria? 

Ultimamente eu ando assim com a Folha.
 Nem pesquisa eleitoral consigo ler. E não é pelo conteúdo, é pela abordagem, pela manipulação.

Hoje, como nos outros domingos, olhei página por página, parei na página dois do Caderno Ilustrada para ver a foto, a chamada e depois ler a entrevista inteira de Gisele Bundchen. No final, a gente fica com a impressão de que um outro mundo existe, diferente do que a Folha mostra todo dia.

Não acredito que Gisele dê as entrevistas como demagogia ou merchandising, a impressão que dá é que ela é assim mesmo. Bonita, realizada, tranquila e que construiu uma forma de vida que deu certo para ela e que, proporcionalmente, pode dar certo também para outras pessoas. 

Voltando ao conteúdo da Folha, fico pensando, porque os cadernos Ilustrada e o de esporte podem ser agradáveis e os outros não? Será que os editores pensam que se o leitor gostar apenas de uma matéria ou um caderno já está bom? Se for isto, o jornal está fadado ao fracasso...

Já quando olho o Estadão ou o Valor, eu leio bem mais matérias. Talvez meu perfil de assinante não combine mais com o perfil da Folha. Mas eu gosto do visual da Folha. É um jornal com visual leve e ágil. Mas o conteúdo é Fast food!

Outro dia elogiei o texto de Fernanda Torres. Hoje elogio a reportagem de Monica Bergamo. Talvez a salvação da Folha sejam as mulheres. 

O mundo anda assim, esperando pelo lado mais multifuncional das mulheres. Já que os homens andam em crise de identidade e profissional. Afinal, imprensa é feminina, jornalista é quase feminina e a Folha também deveria ser feminina. 

Talvez este seja o mistério da Folha. 

3 comentários:

  1. domingo, na folha, tem o tostão. e olhe lá.

    ResponderExcluir
  2. Cancelei já faz uns meses minha assinatura de mais de 25 anos da Folha. Não dava para ler mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Fui assinante da folha a muitos anos atrás, vai ser difícil voltar.

    ResponderExcluir