sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

O novo de Elis Regina e Edu Lobo

Nunca, jamais se viu tanto peixe assim

Nunca, jamais na história deste país os pobres tiveram tanto apoio e tanta oportunidade...

Lendo mais um livro de Zuza Homem de Mello – “A era dos Festivais”, a gente vai aprendendo sobre nossa história e descobrindo frases que criam impactos.

Nunca, jamais se viu tanto peixe assim... Lembra o Evangelho,
quando Jesus manda os pescadores jogarem a rede no lago e,
de repente, os peixes apareceram às centenas para alimentar o povo...

É a poesia de Edu Lobo e Vinicius de Moraes, a garra de Elis Regina e o messianismo de Lula.
São os marcos da história, são os novos tempos.

Zuza fala de Elis com extrema simpatia em todos os seus livros. Realmente a baixinha apaixona até hoje.
Estamos acabando 2013 e começando 2014, quando renovam-se as esperanças.

Ouça a música, mate a saudade da letra
e do “nunca, jamais na história deste país...”

Arrastao - Elis Regina



Arrastão

Elis Regina - letra de Edu Lobo e Vinicius de Moraes

Eh! tem jangada no mar
Eh! eh! eh! Hoje tem arrastão
Eh! Todo mundo pescar
Chega de sombra e João Jô viu

Olha o arrastão entrando no mar sem fim
É meu irmão me traz Iemanjá prá mim
Olha o arrastão entrando no mar sem fim
É meu irmão me traz Iemanjá prá mim

Minha Santa Bárbara me abençoai
Quero me casar com Janaína
Eh! Puxa bem devagar
Eh! eh! eh! Já vem vindo o arrastão
Eh! É a rainha do mar
Vem, vem na rede João prá mim

Valha-me meu Nosso Senhor do Bonfim
Nunca, jamais se viu tanto peixe assim
Valha-me meu Nosso Senhor do Bonfim
Nunca, jamais se viu tanto peixe assim

Nenhum comentário:

Postar um comentário