sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Itaú compra banco no Chile

Capitalismo brasileiro que dá certo

Como previsto anteriormente, o mercado financeiro já dá como praticamente certa a compra do CorpBanca, quinta maior instituição financeira chilena. As ações já foram até suspensas na Bolsa do Chile.

Vejam que matéria interessante saiu no Estadão de hoje.
O Itaú pode passar o Santander no Chile e na Colômbia.
Quem sabe o Itaú compre o Santander no Brasil...

CorpBanca tem ações suspensas após rumor de acordo com Itaú

Ontem, fonte afirmou que conversas para compra do 5º banco do Chile correm bem, mas ainda não foram fechadas

20 de dezembro de 2013 | 2h 06
Aline Bronzati e Danielle Chaves - O Estado de S.Paulo

A negociação das ações do banco chileno CorpBanca foi suspensa ontem depois de os preços terem disparado com a informação dada pelo jornal chileno Diario Financiero de que um acordo prévio para a venda da instituição teria sido assinado com o banco brasileiro Itaú Unibanco. A CorpBanca é a quinta maior instituição financeira do Chile, mas em comunicado oficial aos órgãos reguladores informou ontem que a compra não está ainda fechada com nenhum dos grupos interessados.

No início do pregão chileno, os papéis do banco tiveram alta de 16,74% e a Bolsa de Valores de Santiago decidiu suspender as negociações das ações até manifestação oficial do banco, que aconteceu na metade do dia.

Fontes ouvidas pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, dizem que embora o acordo não esteja inteiramente fechado, o Itaú Unibanco espera fechar a operação ainda este ano. Mas o banco tem concorrência.

Além do Itaú, o espanhol Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA) é outro interessado no CorpBanca e também está em conversas com a instituição para adquirir 50,1% do banco chileno. Ontem, o BBVA soltou um comunicado reafirmando seu interesse pelo banco chileno. O canadense Scotiabank também estaria no páreo.

O CorpBanca tem valor de mercado que ultrapassa US$ 4 bilhões. O interesse da instituição brasileira no ativo está em linha com a sua estratégia de expansão na América Latina. A aproximação com o banco brasileiro teria se estreitado graças à intenção do Itaú de pagar em dinheiro, em vez de usar uma troca de ações para concretizar o negócio.

Durante reunião com analistas e investidores, Roberto Setubal, presidente executivo do Itaú Unibanco, afirmou que o Chile é considerado um mercado prioritário para o banco. "Um mercado que gostamos muito é o Chile. Como mercado financeiro, é maior que México e Argentina. É um país pequeno, mas muito organizado, com crescimento sustentável, de mais de 4% ao ano, e com um mercado financeiro muito regulado", disse ele.

Expansão. Desde que adquiriu, em 2006, o Bank of America do Chile, o Itaú mais que dobrou sua participação de mercado e está entre os oito maiores bancos do país. Tanto o Itaú quanto o BBVA e o Scotiabank poderiam usar o CorpBanca para subir ao primeiro lugar do ranking dos bancos chilenos, que hoje é liderado pelo Banco Santander Chile, segundo a Superintendência de Bancos e Instituições Financeiras.

Um acordo também daria ao comprador uma presença no mercado colombiano, que está em expansão rápida e onde o CorpBanca adquiriu os ativos bancários do Santander em 2012.

Procurado, o Itaú Unibanco reiterou o posicionamento divulgado na semana passada de que vem "mantendo discussões com o CorpBanca, banco com sede e operações no Chile e subsidiária na Colômbia, para associação das operações da Companhia e do CorpBanca nos referidos países".

O banco brasileiro admitiu, no comunicado, que apresentou proposta ao banco chileno contendo os termos e condições para concretização da associação, na qual passaria a deter o controle. (Com informações da Dow Jones Newswires)

2 comentários:

  1. que compre no Chile

    quem sabe comprem esse Satan. der

    Ja passou namao do BB e Bradesco ta na hora de levarem aqui tambem

    ResponderExcluir
  2. O santanderzinho no Brasil ele não vai comprar não... já é do bradesco... aguardem e vejam as cenas dos próximos capítulos !!!

    ResponderExcluir