sábado, 7 de dezembro de 2013

Insegurança em São Paulo

Sequestros,Roubos e Agressões

Nossa cidade está cada dia pior.
Tenho sido procurado por amigos para contar situações de violências vividas por eles ou seus familiares nos últimos meses.

Além de vários roubos a residências aqui na Vila Madalena e Alto de Pinheiros, região rica da cidade, voltaram a aparecer histórias de sequestros. O último foi aqui na Vila Madalena.

Um amigo nosso parou o carro ao lado da padaria e a esposa desceu para comprar pão. Ele ficou no carro, por ser cedo, por volta das 20:00 h e do grande movimento na área. Os ladrões nem deixaram o carro esfriar o motor, já encostaram com revólver na mão, entraram no carro e levaram nosso amigo. Depois de muito sofrimento e perder vários pertences, voltou para casa e foi a procura da esposa, que a esta altura estava em pânico!

Violência no trânsito já virou rotina. As pessoas têm pressa e forçam passagem, amassando os carros, principalmente se for mulher no volante. As mulheres são as maiores vítimas.

Já temos a sobrecarga nos trens do Metrô e da CPTM,
já temos o trânsito infernal,
já temos a correria do final do ano,
e agora este aumento da violência armada.

E, com as chuvas, os buracos nas ruas estão aumentando
e o mato crescendo muito rápido.

Passei hoje na Avenida Francisco Morato para ver se a prefeitura tinha cortado o mato e, pelo contrário, o mato cresceu mais ainda.

Como podemos ver, o governo do estado de São Paulo e a prefeitura da cidade de São Paulo precisam agir mais rápido, pensar mais no povo e ser mais eficiente. Afinal, 2014 teremos eleições e todos irão pedir voto ao povo. Governo é para governar e, principalmente para dar segurança ao povo. Só propaganda não resolve. Precisamos de resultados práticos.

Como podemos ter um Feliz Natal e um próspero Ano Novo?
Como poderemos viajar para o interior ou litoral durantes as festas?
Como saberemos que nossas casas e apartamentos ficarão seguros?

Estamos inseguros, com medo e desconfiados.
Se o Estado não garante a segurança do povo,
as milícias começarão a ser organizadas.

Quem avisa, amigo é...

Nenhum comentário:

Postar um comentário